Todas as listas de "melhores de todos os tempos", sejam sobre filmes da Disney ou finais de séries de TV, causam certa controvérsia. O mundo seria um lugar chato se todos tivessem a mesma opinião, certo? Pensando nisso, nós fizemos a nossa lista, e esperamos que você concorde com ela.

10- Julio Cesar Chavez

Campeão do mundo em três divisões de peso (super pluma, leve e meio-leve), o mexicano Julio Cesar Chavez competiu profissionalmente de 1980 a 2005. Ele detém o recorde das defesas de maior sucesso nos títulos mundiais (27) e teve uma corrida ininterrupta de 87 vitórias antes de sua primeira derrota profissional para Frankie Randall em 1994. Sua vitória de 1993 sobre Greg Haugen no Estádio Azteca estabeleceu um novo recorde de maior número de fãs em uma luta de boxe na época; eles lutaram diante de uma multidão de 132.274 pessoas.

9- Oscar De La Hoya

Oscar De La Hoya começou o boxe com a tenra idade de cinco anos e se tornou um dos boxeadores mais populares do mundo. Ele ganhou dez títulos mundiais em seis divisões e ganhou mais dinheiro em sua carreira de boxe do que qualquer lutador antes dele.

Depois de se aposentar em 2009, De La Hoya concentrou-se em seu negócio, Golden Boy Promotions, que desde então promoveu alguns dos maiores lutadores de todos os tempos, incluindo Floyd Mayweather e Manny Pacquiao. Em 2018, De La Hoya foi fundamental para ajudar Canelo Alvarez a assinar o maior acordo esportivo da história: um serviço de streaming de esportes por 5 anos, no valor de 365 milhões de dólares.

8- Archie Moore

Archie Moore, também conhecido como "Mongoose", é o campeão mundial dos pesos pesados mais antigo de todos os tempos. Ele também detém o recorde de mais nocautes de qualquer boxeador (145). O segredo do seu sucesso? "Sempre exercita a mente e nunca acompanha o tempo", foi o conselho que ele deu.

7- Joe Louis

Joe "Brown Bomber" Louis, um dos primeiros atletas negros a alcançar o status de herói nacional nos EUA por sua vitória sobre Max Schmeling da Alemanha em 1938, foi campeão dos pesos pesados de 1937 a 1949. Durante esse tempo, ele defendeu seu título 25 vezes para tornar-se o campeão mundial mais pesado do mundo de boxe de todos os tempos. Ele se ofereceu para se alistar como soldado no exército em 1942 e alcançou o posto de sargento antes de sua libertação em 1945. Em 1993, ele se tornou o primeiro pugilista a ser homenageado pelo Serviço Postal dos EUA, quando um selo comemorativo de Joe Louis, de 29 centavos foi emitido.

6- Bernard Hopkins

Durante seus 28 anos de carreira (1988 a 2016), Bernard "The Executioner" Hopkins realizou vários campeonatos mundiais nos médios e leves. Em 2004, quando derrotou Oscar De La Hoya pelo título da WBO, Hopkins se tornou o primeiro boxeador masculino a manter simultaneamente títulos mundiais pelos quatro principais órgãos sancionadores do boxe. Quando ganhou o título dos meio-pesados em 2011, aos 46 anos, tornou-se o pugilista mais antigo da história a vencer um campeonato mundial, quebrando o recorde estabelecido por George Foreman em 1994 aos 45 anos.

5- Sugar Ray Robinson

media Fonte: Getty Images

Sugar Ray Robinson, aclamado por Muhammad Ali como "o rei, o mestre, meu ídolo", foi a inspiração para o ranking "libra por libra", usado para descrever um boxeador cuja habilidade no ringue o coloca acima de todos os outros lutadores do mundo. mundo, em qualquer divisão de peso. Ele foi o campeão dos meio-médios por cinco anos consecutivos (1946 a 1951) e cinco vezes campeão dos médios entre 1951 e 1960). Outra lenda do boxe, Sugar Ray Leonard, foi citada como tendo dito: "Alguém disse uma vez que há uma comparação entre Sugar Ray Leonard e Sugar Ray Robinson. Acredite, não há comparação. Sugar Ray Robinson foi o melhor.

4- Muhammad Ali

media Fonte: Getty Images

Aclamado por muitos como o maior boxeador de todos os tempos - ele até se chamava "O Maior" - Muhammad Ali não pode ser ultrapassado quando se trata de influência política e cultural. Seu recorde foi afetado por uma pausa de quatro anos na carreira causada por sua recusa em lutar na Guerra do Vietnã, mas seu retorno foi impressionante. Ele recuperou duas vezes seu campeonato de pesos pesados e continuou a ser um embaixador da paz. Em 2005, ele recebeu a maior honra civil do país, a Medalha Presidencial da Liberdade, em uma cerimônia na Casa Branca.

3- Carlos Monzon

media

Antes do playboy argentino Carlos Monzon ser condenado a 11 anos de prisão por matar sua namorada Alicia Muniz em 1988, ele segurou o cinturão indiscutível dos médios por sete anos. "Ele continua sendo um ídolo violento e falho e um dos maiores pesos médios da história", escreveu Steve Bunce para o The Independent. Em 1995, após uma visita domiciliar, Monzon morreu em um acidente de carro.

2- Manny Pacquiao

media Fonte: Getty Images

O único boxeador ativo da lista e o único campeão mundial de oito divisões da história do boxe, Manny Pacquiao apresentou algumas das performances mais memoráveis do esporte no ringue. Ele aniquilou Oscar De La Hoya em 2008, eliminou Ricky Hatton (em menos de seis minutos) em 2009 e derrotou Miguel Cotto alguns meses depois. No entanto, Pacquiao perdeu para Mayweather na “Luta do século” em 2015. Hoje, Pacquiao também atua como senador nas Filipinas.

1- Floyd Mayweather Jr.

media Fonte: Getty Images

Sempre disposto a sair da aposentadoria para comemorar seus 50-0-0 no ringue, Floyd “Money” Mayweather Jr. É famoso tanto por seus golpes potentes quanto por sua ostentação interminável. Por anos ele foi o atleta mais bem pago do mundo, e por muito. Com 15 títulos mundiais em 4 categorias de peso diferentes, é muito difícil encontrar alguém tão dominante quanto “Money”.

 

Agora é com você! Acesse nossa página de apostas em boxe e prepare-se para o confronto entre Wilder versus Fury!