O Campeonato Brasileiro começou a ser disputado em 1971, ano em que o Atlético-MG ganhou o seu primeiro e único título da competição. Antes, eram jogados a Taça Brasil e o Torneio Roberto Gomes Pedrosa, recentemente unificados e certificados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) como principais campeonatos do país até que o Brasileirão fosse criado.

De lá para cá, algumas coisas mudaram, e o Brasileiro começou, em 2003, a ser disputado por pontos corridos, com todas as equipes se enfrentando em dois turnos.

Anos depois, em 2006, a tabela foi ajustada e fixada em 20 times e 38 rodadas. E consagrou campanhas históricas pelo título.

Aqui, uma curiosidade: unificando todas as edições do Campeonato Brasileiro, de 1959 até o ano passado, o São Paulo lidera uma tabela simbólica de maior pontuação. O clube do Morumbi tem 2366 pontos -- não se considera a edição 2020 --, com 1462 gols pró. É o time que mais venceu na história do campeonato nacional do Brasil, com 647 triunfos, seguido pelo Cruzeiro (2319 pontos e 638 vitórias).

Abaixo, a Betway lista as melhores campanhas da história do Brasileirão por pontos corridos com 20 equipes. O ranking se baseia no aproveitamento de cada campeão, ou seja, nos pontos somados.

10 - São Paulo, em 2008: 65% de aproveitamento

media media

Conquistar três vezes consecutivas o mesmo campeonato não é fácil. Ainda mais quando se trata do Brasileirão, tão disputado e equilibrado ano a ano. Mas o São Paulo conseguiu na década passada e o terceiro e último troféu, o mais apertado, tem a décima melhor campanha da história dos pontos corridos com 20 times. Foram 75 pontos no total, e apenas três de diferença para o vice-campeão Grêmio. A campanha, por sinal, contou com uma arrancada heroica: os paulistas tiraram uma diferença de 11 pontos para os gaúchos e só assumiram a ponta da tabela na 33ª rodada.

9 - Cruzeiro de 2013: 66% de aproveitamento

media media

A campanha do Cruzeiro de 2013 parece apertada, mas não foi. O clube mineiro conquistou a taça com sobra, já na 34ª rodada, quando venceu o Vitória em Salvador. O aproveitamento (66%) e os pontos ganhos, 76 no total, só não foram maiores porque a equipe abriu mão depois de levantar a taça. Não venceu nenhuma das quatro últimas rodadas, o que fez o desempenho final cair.

8 - Fluminense de 2012: 67% de aproveitamento

media

Em oitavo lugar está o Fluminense de Fred e ‘bombado’ pela Unimed. O Tricolor das Laranjeiras faturou o troféu quando venceu e afundou o Palmeiras em Presidente Prudente, por 3 a 2, na 35ª rodada, e pôde desfrutar dos compromissos que tinha pela frente com a faixa de campeão. No total, foram 77 pontos, com 22 vitórias e 20 gols do artilheiro do campeonato Fred.

7 - São Paulo, bi em 2007: 67% de aproveitamento

media

O bicampeonato são-paulino sob o comando de Muricy Ramalho foi melhor que a campanha do Fluminense pelo critério de desempate utilizado pelo Brasileirão atualmente: o número de vitórias. Com os mesmos 77 pontos do Flu de 2012, o Tricolor aparece mais uma vez na lista das melhores campanhas pois venceu 23 dos 38 jogos do torneio.

6 - São Paulo, em 2006: 68% de aproveitamento

media

O tricampeonato em sequência do São Paulo começou em 2006, um ano depois dos títulos da Libertadores e do Mundial. Longe de encantar com um futebol mais reativo, o time de Muricy Ramalho era um verdadeiro ‘muro’ na defesa e assumiu a liderança na 17ª rodada. Após isso, não largou mais.

5 - Palmeiras de 2018: 70% de aproveitamento

media

O atual time do Palmeiras entrou para a história dos pontos corridos do Brasileirão depois de anos de fila -- foram 22 anos de jejum sem o título nacional. A campanha de 2018, com Luiz Felipe Scolari, foi sólida e com um segundo turno para ficar na história. Sob o técnico pentacampeão pela seleção brasileira, o Palmeiras emendou 23 jogos de invencibilidade e saiu da sexta colocação para alcançar o topo da tabela. A conquista foi confirmada na penúltima rodada, com vitória em cima do Vasco em São Januário. O Alviverde fechou a edição com 80 pontos e 23 vitórias.

4 - Palmeiras sai da fila em 2016: 70% de aproveitamento

media

O Palmeiras emplaca duas participações entre as melhores campanhas com o mesmo aproveitamento (70%) e pontos, consequentemente: 80 ao final das 38 rodadas, sendo a de 2016 com 24 vitórias. A campanha em questão talvez seja ainda mais especial no coração da torcida palmeirense por alguns motivos: sair vitorioso da rivalidade contra o Flamengo, que acabou ficando no ‘cheirinho’; nascimento de Gabriel Jesus para o futebol, destaque naquele campeonato e grande joia revelada pelo clube em tempos; o fim do jejum de 22 anos sem ganhar o Brasileirão; e, por fim, um título para não deixar dúvidas sobre a parceria com a Crefisa.

3 - Cruzeiro de 2014: 70% de aproveitamento

media

O Cruzeiro já tinha sido campeão no ano anterior. Mas a campanha de 2014 foi ainda melhor. Ricardo Goulart e Everton Ribeiro foram os destaques do título conquistado com 80 pontos em 38 rodadas. A campanha só é ligeiramente melhor que a do Palmeiras de 2016 por causa dos 67 gols marcados ao longo do ano (o Palmeiras de Gabriel Jesus e companhia fez 62).

2 - Corinthians de Tite, em 2015: 71% de aproveitamento

media

O trabalho que levou Tite à seleção brasileira foi o Corinthians de 2015. Ali, o técnico montou um timaço e apresentou o melhor futebol do Alvinegro paulista em anos. O estilo ofensivo, guiado por Renato Augusto e Jadson, alcançou 81 pontos e foi merecidamente o melhor de 2015. Um empate com o Vasco em São Januário, por 1 a 1, fez com que o Timão confirmasse a segunda melhor campanha dos pontos corridos em 20 clubes.

1 - Flamengo de Jesus: 78,9% de aproveitamento

media

A lista de melhores campanhas do Brasileirão é equilibrada até chegar ao topo. O Flamengo de Jorge Jesus, no ano passado, fez muito: ganhou a Libertadores e venceu o campeonato nacional com sobras. Não à toa, foi o primeiro desde 2006 a atingir 90 pontos na história. Comandado pelo quarteto Gabigol, Bruno Henrique, Arrascaeta e Everton Ribeiro, o Fla terminou 2019 com apenas quatro derrotas. Foram incríveis 28 vitórias em 38 rodadas e 86 bolas na rede.

Já são 14 anos de Brasileirão por pontos corridos. Muitas campanhas de arrancar o fôlego, como visto acima. Agora, o campeonato de 2020 ainda está em aberto, ou seja, é sua chance de cravar a sua aposta. E aí, quem será o campeão?