Imitar a clássica jornada do romance A Volta ao Mundo em 80 Dias, hoje, envolveria 70 viagens de trem durante 31 dias.

O novo guia Volta ao Mundo em 80 Horas traça um percurso realista ao redor do globo para quem deseja recriar a jornada do clássico romance de Júlio Verne, viajando de carro, trem, barco ou avião.

O guia também compara a distância que seria percorrida e o tempo gasto com cada modo de transporte, mantendo-se o mais próximo possível do caminho percorrido pelo protagonista Phileas Fogg, do livro inspirador — quase 150 anos após sua primeira publicação.

Começando e terminando em Londres, o extenso planejador também documenta a quilometragem total, as paradas e o tempo necessário para cobrir cada trecho da viagem, além de qualquer desvio necessário do método de viagem escolhido.

A pesquisa conduzida pelo cassino online Betway mostra que a maneira mais rápida de recriar a famosa rota é de avião, com passageiros que devem percorrer os 44.720 quilômetros de Londres em apenas 3,3 dias ou 80 horas. No entanto, os viajantes precisarão se desviar da rota original devido a escalas e terão que pegar três trens para concluir a viagem.

O barco é o método de viagem mais lento, com marinheiros percorrendo 45.726 quilômetros em impressionantes 72 dias. Embora isso ainda seja consideravelmente mais rápido que o tempo de Phileas, ainda é 41 dias mais lento que viajar de trem e 48 dias atrás daqueles que viajam de carro.

A opção de carro ou barco é melhor para aqueles que desejam seguir o método de viagem escolhido o máximo possível, pois precisam mudar para uma alternativa apenas três vezes. Por outro lado, o desenvolvimento restrito das linhas ferroviárias no Oriente Médio significa que os viajantes precisarão se desviar dos trens 21 vezes para reencenar a rota.

Enquanto a rota original de Phileas percorria impressionantes 65.605 quilômetros, a distância máxima que os viajantes precisam percorrer hoje é de 51.378 quilômetros de carro. Essa distância é seguida de perto pelo barco, com 45.727 quilômetros, trem, com 57.207, e, finalmente, avião com 44.720.