Os jogadores do Los Angeles Clippers ganharam o prêmio melhor Sexto Jogador da NBA em quatro das últimas seis temporadas. Se isso acontecer novamente nesta temporada, o pagamento será enorme. Ninguém nos Clippers está listado com chances menores que 41.0 pela Betway, com o vencedor do ano passado, Jordan Clarkson, novamente com a maior probabilidade, odds de 6.0.

Aqui, vamos falar dos nossas dica de apostas para o melhor sexto jogador do ano, mas você encontra outros palpites da NBA no Betway Insider.

O que vai tornar imprevisível a votação deste ano do prêmio de Sexto Jogador é o posicionamento de Kyrie Irving do Brooklyn Nets. Se ele continuar se recusando a ser vacinado, será que Patty Mills será o novo titular? Também pode ser Bruce Brown, o que daria um empurrão para as chances de Patty Mills ser o melhor sexto homem.

Faltando uma semana para o início da temporada regular, Mills é a quarta opção com mais chances de ganhar o prêmio dado anualmente ao melhor jogador que vem do banco na NBA. Clarkson e o seu companheiro Joe Ingles conseguiram 99 dos 100 votos possíveis para o primeiro lugar na temporada passada, com Derrick Rose, dos Knicks, levando o voto dos torcedores. Rose também está atualmente na disputa, com chances interessantes de 19.0, enquanto Clarkson segue sendo o único jogador odds menores de 11.

Como o Prêmio de MVP, este é um mercado de aposta para o qual os jogadores devem olhar com mais afinco, pois a chance de um grande pagamento é muito maior. Clarkson está certamente entre os concorrentes e o mesmo vale para Ingles, Rose e Mills. Todos os quatro jogadores farão parte de times que vão disputar vaga na repescagem dos play-offs, o que normalmente faz a diferença nesta categoria.

Mas abaixo deles, há um grupo de jogadores cujas chances poderiam se eles tiverem um papel de destaque em equipes que devem chegar longe. Esses jogadores incluem Dennis Schroder dos Celtics (21.0), Alex Caruso dos Chicago Bulls (31.0), Carmelo Anthony dos Lakers (31.0) e Dwight Howard dos Lakers (101.0).

A equipe de Young pode não ser muito competitiva, mas vamos falar mais sobre isso na sequência. Com odds de 56.0, ele merece ser considerado

Mas primeiro, vamos dar uma olhada nas opções e tentar encontrar o melhor valor:

Clarkson, Jazz , e Ingles, Jazz :  Clarkson conquistou 65 dos 100 votos para o primeiro lugar na temporada passada, quando o Jazz terminou a melhor campanha do Oeste, e seu único adversário para o prêmio foi Ingles, seu companheiro de equipe. Ambos foram cestinhas entre os jogadores vindos do banco, com Clarkson ajudando nas assistências fazendo seu papel de armado, enquanto Ingles contribuindo muito com 3 pontos e grande defesa.

Ambos estarão na disputa novamente nesta temporada em um Utah Jazz pouco ativo na Offseason. Além de assinar com o pivô reserva Hassan Whiteside, a equipe espera manter a produtividade e a campanha do ano passado. Até porque se o Jazz derrapar, os votantes terão uma desculpa para desviar a atenção para outro lado. Tendo sido um votante por mais de uma década, posso confirmar que pensar desse jeito aumenta suas chances. E os votantes não gostam de votar no mesmo jogador do ano passado.

Kevin Huerter, Hawks : O ruivo começou 49 dos 69 jogos da temporada passada porque Bogdan Bogdanovic ficou de fora por um longo tempo, e na pré-temporada ele foi titular em dois dos três jogos que disputou. Huerter começou mais de três quartos dos jogos da NBA nas suas três temporadas, trazendo uma ameaça constante nos tiros de 3 pontos, rebotes, assistências e roubos de bola.

Mas para que ele vença este prêmio, ele vai precisar fazer diferente das outras temporadas, e não, o cabelo ruivo não conta. Essas odds parecem ser muito baixas, já que ele devia provavelmente estar na faixa dos 41.0.

Mills, Nets : O melhor jogador da Austrália durante os Jogos Olímpicos de Tóquio, Mills mostrou que ele pode ser um cestinha confiável, sempre que a sua equipe precisar. Ele nunca foi opção principal para marcar pontos em Portland ou em San Antonio, mas agora os Nets precisam de um jogador vacinado que possa replicar o que se esperava de Irving em quadra.

Mills começou apenas 57 dos 739 jogos da temporada regular da NBA, marcando um recorde de 11,6 pontos por jogo há dois anos. Se os Nets se apoiarem muito nele, ele deve estabelecer um novo ponto alto na carreira, apesar de ter 33 anos de idade, e se os Nets conseguirem superar a ausência de Irving para ganhar o Leste, os números da candidatura deste tipo devem ser fortes. É apenas uma questão de saber se Steve Nash o coloca como titular ou não.

Goran Dragic, Raptors : Até o próprio Dragic ficaria provavelmente surpreendido por estar com Toronto antes do início da temporada. Ele esperava ser negociado novamente depois de ser trocado com os Raptors como parte do negócio por Kyle Lowry. O segundo melhor jogador Esloveno dá aos Raptors uma abundância de opções na armação, onde eles também têm Fred VanVleet.

Se ele ficar em Toronto e começar no banco, talvez a única coisa que o faça ganhar este prêmio seja colocar os Raptors no Top 6 do Leste. Mas até que a situação de Ben Simmons seja desenrolada (Toronto é um possível destino para o descontente armador do Philadelphia), não há nenhuma boa razão para colocar uma grande aposta num jogador que pode acabar sendo titular durante a maior parte da temporada. Na pré-temporada, Dragic já jogou duas vezes, começando ao lado de VanVleet uma vez.

Tyrese Haliburton, Kings : Ele estava ganhando destaque para ser o Novato do Ano na temporada passada e acabou terminando em terceiro lugar, atrás de LaMelo Ball e Anthony Edwards. Ele continuará sendo um jogador de banco enquanto De'Aaron Fox e Buddy Hield estiverem nos Kings, e jogar para um time abaixo da média não vai ajudá-lo. Ele precisaria mostrar uma melhora dramática em relação à sua média de novato de 13,0 pontos e 5,3 assistências.

Coby White, Bulls : Agora que Lonzo Ball virou titular, White teria de causar uma boa impressão vindo do banco para ter a chance de ganhar esse prêmio depois de duas temporadas abaixo do normal. White teve uma média de 15,1 pontos na última temporada, mas converteu abaixo dos 42%, então um aumento considerável nos arremessos certos é a primeira coisa para melhorar. Mas os Bulls também têm Javonte Green e Alex Caruso para a posição de armador, e não seria chocante ver a escolha número 7 do Draft de 2018 acabar jogando em outro lugar antes do fim da temporada.

O único outro jogador com odds menores do que 31.0 e que tem uma chance neste prêmio, é Rose do New York Knicks , que recentemente propôs à sua namorada na quadra do Madison Square Garden. Rose é uma das opções favoritas de Tom Thibodeau, cuja sorte depende de os Knicks conseguirem ganhar 50 ou mais jogos. Isso seria uma melhoria perceptível, e os votantes gostam disso.

Com odds de está Tyler Herro do Miami Heat, que é o quinto na NBA em pontuação nesta pré-temporada. Tal como há dois anos, o Heat vai ser muito bom, e Herro tem sido tão consistente como nas suas duas primeiras temporadas. Se ele conseguir aumentar sua média de pontuação de 15,1 para algo na casa dos 20, ele terá boas chances no prêmio. Nessas odds, pode valer a pena fazer uma aposta.

O mesmo vale para Chris Boucher dos Raptors , Bruce Brown dos Nets com o fator Irving sendo importante), e Kelly Olynyk de Detroit , cujos números após terem sido trocados de Miami para Houston na metade da temporada passada foram sensacionais.

E mais uma vez, considere que este é um dos mercados de longo prazo, onde as casas de apostas listam um favorito no início da temporada após cerca de 10 jogos e depois tendem a deixar aquele jogador lá, quer ele continue merecendo ou não. Como dito no artigo para o Jogador que Mais Evoluiu, esta é uma vantagem que não pertence à casa, pertence ao apostador. Portanto, tenha isso em mente.

Qual é o seu palpite para o melhor sexto jogador do ano? Faça sua aposta na nossa página de bets na NBA.