A formação de “panelas” não é algo novo na NBA. Utilizamos da gíria para quando uma das franquias consegue reunir alguns dos grandes astros da liga, montando um super time. Dessa vez, foram os Los Angeles Lakers a juntaram uma seleção de jogadores famosos da NBA. É verdade, porém, que todos eles já são veteranos.

Entre as grandes panelas que vimos recentemente, vale a pena mencionar algumas:

Boston Celtics 2007

Os Celtics precisavam voltar a competir pelo título e trouxeram Kevin Garnett e Ray Allen para formar o trio com Paul Pierce, que já estava lá.  Sob o comando de Doc Rivers, o resultado foi espetacular para Boston, que teve uma longa sequência de vitorias na temporada regular e acabou como campeão da NBA ao bater os Lakers na final.

media Foto: GABRIEL BOUYS/AFP via Getty Images

Miami Heat 2010

No verão americano de 2010, o ainda jovem LeBron James resolveu levar seus talentos para Miami. No Heat, ele formaria um grande time com Dwyane Wade, que já jogava lá, e Chris Bosh, que veio de Toronto. O time chegou até a grande final da NBA na primeira temporada, perdendo para o Dallas Mavericks, de Dirk Nowitzki. O Heat voltaria mais forte e conquistaria o título na temporada seguinte, com LeBron como MVP das finais.

media Foto: Christopher Trotman/Getty Images

Golden State Warriors 2016

Os Warriors já haviam ganho a NBA. Eles já tinham Steph Curry, Klay Thompson e Draymond Green. Porém, o movimento que realmente formou a panela foi a vinda de Kevin Durant para San Francisco. O astro havia cansado de tentar ganhar com o Oklahoma City Thunder e resolveu se juntar aos atuais campeões.  O resultado: Dois títulos em duas temporadas.

media Foto: Jason Miller/Getty Images

Brooklyn Nets 2020

Depois da reformulação, os Nets queriam se reafirmar entre os grandes times da liga. Para isso, movimentos ousados foram necessários. Primeiro, veio Kevin Durant, ainda se recuperando da lesão no tendão de Aquiles, que o deixou longe das quadras por longo tempo. Depois, Kyrie Irving desembarcou no Brooklyn, após ser o MVP das finais com os Cavaliers.

Mas a panela ficou mais quente na última temporada, quando James Harden juntou-se a eles. Como você viu aqui, o time não se encaixou logo de cara. Na primeira temporada, a equipe não foi tão longe nos playoffs, caindo para o campeão Milwaukee Bucks. Fica a esperança de que nesse ano, o time encaixe e chegue até as finais.

media Foto: Jason Miller/Getty Images

Los Angeles Lakers 2021

A temporada de 2020 dos Lakers foi muito conturbada. A equipe quase não se classificou para os playoffs, tendo que jogar uma partida eliminatória, instituída nessa temporada, contra o cambaleante Warriors de Curry. Os angelinos até ganharam, mas acabaram eliminados na primeira rodada dos playoffs, para os finalistas da NBA, Phoenix Suns.

O time entrou na temporada como atual campeão, porém as muitas lesões dos seus astros atrapalharam a caminhada. LeBron James e Anthony Davis ficaram de fora de muitas partidas durante a temporada regular e chegaram longe da melhor forma na parte decisiva. É necessário mencionar que foi uma temporada atípica, já que veio logo depois da parada por conta do coronavírus, com pouco tempo de recuperação para os atletas.

Para 2021, a diretoria do Lakers resolveu investir o que podia para fortalecer o time. Logo no começo da Free Agency, o time se mostrou muito ativo no mercado de transferências. Primeiro, os Lakers conseguiram um dos melhores armadores dos últimos anos. A chegada de Russell Westbrook criou grande repercussão e expectativa entre os fãs.

Mas os angelinos não pararam por aí. Outro veterano se juntaria ao elenco para o começo da temporada de 2021. Os Lakers anunciaram a chegada de Carmelo Anthony, que por muito tempo foi comparado em igualdade com LeBron James, até que os últimos anos o derrubaram de patamar. O ala de 37 anos parece ter sido um pedido expresso de LeBron e foi totalmente atendido pela diretoria.

media Foto: KAZUHIRO NOGI/AFP via Getty Images

LeBron James e Carmelo Anthony foram ambos draftados no longínquo ano de 2003. James foi o primeiro do draft e foi para Cleveland, enquanto Anthony foi o 3º selecionado, indo para o Denver Nuggets. Ambos jogaram contra si durante o período universitário, mas também foram companheiros na seleção americana de basquete. E parece que LeBron teve papel ativo na contratação.

"Bron veio até mim uma vez e disse: 'Ei, a hora é agora. Eu quero você. Temos que fazer isso acontecer e eu senti que era agora, este é o melhor momento.'", disse Anthony durante sua coletiva de apresentação, segundo o portal Lakersbrasil.

O que pode pesar contra os Lakers nessa temporada?

Primeiramente, precisamos ir pelo óbvio. A idade pode, sim, limitar o desenvolvimento da equipe em quadra. As outras panelas que citamos início do texto contavam com jogadores próximos do seu auge, físico e técnico. O que, desse ponto, talvez apenas Davis esteja em fase de carreira parecida. Lembrando que a temporada regular da NBA conta com mais de 80 jogos, para só então chegar aos playoffs, que são disputados em séries de melhor de 7 partidas.

Veja a idade das estrelas dos Los Angeles Lakers:

LeBron James – 36 anos

Anthony Davis – 28 anos

Russell Westbrook – 32 anos

Carmelo Anthony – 37 anos

E o elenco ainda conta com mais veteranos:

Trevor Ariza – 36 anos

Marc Gasol – 36 anos

Dwight Howard – 36 anos

Grande parte da equação que os Lakers precisarão resolver é como chegar ao final da temporada com esse elenco ainda cheio de energia e gás, além de mantê-los saudáveis para disputar a temporada inteira. Conseguir ter James, Anthony e Davis em forma, com ritmo de jogo e saudáveis, aumentará e muito as chances do título voltar para Los Angeles.

Além da idade, é preciso ver como vai ser a química dos atletas no vestiário e dentro de quadra. É normal que tantas estrelas juntas possam tem problemas com ego e que a disputa internada fique longe de ser sadia. Jogadores como Carmelo Anthony e Dwight Howard já mostraram no passado certa necessidade de manterem os holofotes sobre si, o que eles talvez não terão nesse time.

Também é importante ver como Russell Westbrook vai se comportar sendo a terceira estrela da franquia. Ele sempre foi um dos jogadores mais importantes de Oklahoma, especialmente quando jogava com Kevin Durant e James Harden. Na sua última equipe, o Washington Wizards, o armador era, sem dúvidas, a figura principal da equipe.

Esses são os abacaxis que o técnico dos Los Angeles Lakers Frank Vogel vai precisar descascar. Fazer essa equipe render durante toda temporada, evitando lesões e criando um ambiente onde todos se sintam bem para contribuir pelo time.

Qual sua opinião sobre a panela dos Lakers? Será que eles vão conseguir o título da NBA? Veja as probabilidades e os favoritos ao título na nossa página de bets na NBA.