Futebol Futebol

Por que o Brooklyn Nets falhou nessa temporada?

15 Jul | BY Fabrício Pasqual | MIN READ TIME |
Por que o Brooklyn Nets falhou nessa temporada?

Mesmo com James Harden, Kyrie Irving e Kevin Durant, o time do técnico Steve Nash caiu para Milwaukee na segunda rodada dos playoffs

Grande favorito das casas de apostas para ser o campeão da NBA de 2021, o Brooklyn Nets decepcionou seus fãs e caiu para um forte Milwaukee Bucks nas semifinais da Conferência Leste. Em uma série eletrizante de 7 jogos, decidida apenas na prorrogação, o time de Giannis levou a melhor sobre Durant e cia.

Mas se Brooklyn era o grande favorito para ganhar, tendo três dos melhores jogadores ofensivos da liga, o que deu errado? Abaixo, detalhamos alguns dos motivos que fizeram os Nets irem para casa mais cedo nessa temporada.

As Lesões

Um dos grandes responsáveis pela queda do estrelado Nets nas Finais do Leste foram as lesões de James Harden e Kyrie Irving. O próprio técnico da equipe, o ex-armador Steve Nash, chegou a afirmar: “Acho que o campeonato deste ano será decidido tanto pelas lesões quanto por qualquer outra coisa.”. E, assim como muitas outras equipes da NBA, Nash viu suas estrelas perderem os jogos mais importantes ou entrarem em quadra longe das suas melhores condições físicas.

Kyrie Irving e James Harden tiveram problemas com lesões na série contra os Bucks.

O azar dos Nets começou ainda em abril, quando o famoso veterano LaMarcus Aldridge anunciou sua aposentadoria do basquete devido a preocupações com a saúde de seu coração. Aldridge estava com os Nets por apenas 3 semanas, quando anunciou sua decisão de pendurar os tênis. O All-Star participou de apenas 5 jogos, com 12.8 pontos por partida, defendo Brooklyn.

Se o caso de Aldridge já mostrava que os médicos poderiam acabar puxando o freio de mão dos Nets, as lesões que realmente afetaram o time vieram na série contra o Milwaukee Bucks. Durante o jogo 4, Kyrie Irving fez a cesta, mas, na aterrisagem, caiu em cima do pé de Giannis, causando uma torção no tornozelo que o tirou do restante da série.

Os Nets ainda viram outra de suas estrelas perder jogos importantes nos play-offs. James Harden sofreu com problemas na coxa, e ficou de fora de 23 partidas nessa temporada. Quando parecia recuperado, o ala precisou sair da partida contra os Knicks, após apenas 4 minutos jogados.

Com a lesão de Irving, Harden era mais do que necessário e ele jogou as últimas 3 partidas contra os Bucks. Longe das suas melhores condições, o Barba não conseguiu ser a força dominante que se esperava, contribuindo com 14 pontos por jogo.

Durant Pé Grande

Mesmo com todas as lesões enfrentadas pela equipe, com a pouca ajuda dos coadjuvantes e com um Kevin Durant levando a equipe nas costas quase sozinho, os Nets ainda trouxeram a série contra Milwaukee para o jogo 7. Jogando em casa, o Brooklyn ainda era favorito para avançar às finais e ganhar a NBA.

Depois de uma partida aguerrida, com trocas de liderança constantes e um sacrifício impressionante de Durant, Brooklyn perdia para os Bucks por 2 pontos, com 6 segundos restantes para o final do 4º período. A bola foi, então, passada para Kevin Durant. Longe da cesta, ele se aproximou da linha dos três pontos com dribles. A marcação de Tucker era implacável, mas o camisa 32 fez o giro e arremessou do perímetro.

CHUÁ! Durant fazia o milagre acontecer. Porém, teria Kevin tocado a linha do perímetro ao arremessar? Dois pontos levariam a partida para a prorrogação, mas 3 colocariam o Brooklyn Nets na final da Conferência Leste! Depois de revisão, os árbitros da partida concluíram que o jogador dos Nets tocou a linha por centímetros! Cesta de dois pontos, e Brooklyn eliminado após a prorrogação.

O próprio Kevin Durant ainda brincou ao final da partida: “Pensei que era de 3, mas meu pé grande pisou na linha. Eu estava apenas vendo foto do quão perto estive de acabar com a série. Mas, não estava no plano de Deus”.

KD Sozinho

Como grande favorito para ganhar a NBA neste ano, Brooklyn é um time recheado de potencial ofensivo e técnico. Como já vimos nos últimos campeões, um time com duas super estrelas pode ser o suficiente para conseguir o anel de vencedor. Recentemente, LeBron James e Anthony Davis levaram o Lakers ao título, assim como Kawhi Leonard e Kyle Lowry fizeram o mesmo com Toronto.

E estrelas não faltaram para os Nets nessa temporada. Porém, para a série decisiva contra os Bucks, a ausência de Irving e Harden em boa parte dos jogos contribuiu sim para a queda do time. Além disso, os demais jogadores do time titular não conseguiram aliviar a pressão de pontuar que Kevin Durant teve nas costas.

Uma das boas armas de Brooklyn durante a temporada, Joe Harris era excelente atuando no perímetro e aproveitando o foco dos adversários em parar as infiltrações de KD, Harden e Irving. Dessa forma, Harris tinha espaço e precisão para castigar com bolas de 3 pontos. Isso funcionou muito bem contra os Celtics e durante a temporada regular, porém Joe teve uma série terrível contra Milwaukee, finalizando o jogo com 3 acertos de 9 tentados.

Kevin Durant arremessando para levar o jogo 7 contra os Bucks para a prorrogação.

Outra estrela do time e de quem muito se esperava é Blake Griffin. Ele que chegou a ser o rei das enterradas jogando nos Clippers, quando fez dobradinha brilhante com Chris Paul, era peça importante no small ball que Nash tentou contra os Bucks. Porém o ala-pivô esteve longe de dominar o garrafão, conseguindo 12 pontos e 7 rebotes por jogo na série.

Desse jeito, vimos um Kevin Durant procurando organizar e terminar grande parte das jogadas ofensivas do time do Brooklyn. Com 53 minutos jogados no jogo 7, KD foi o jogador com mais minutos na série. E, mesmo cansado, quase levou a equipe à próxima fase, com o arremesso certeiro que levou a partida para a prorrogação. Mesmo depois de uma lesão tão séria, Kevin deu a volta por cima e mostrou a sua importância e dominância na Liga.

Pouca Contribuição do Banco

Os 7 jogos do Brooklyn Nets contra o Milwaukee Bucks mostraram que Steve Nash não confiava muito no seu banco de reservas. Como ficou mais do que claro no jogo 7, quando Durant, Bruce Brown e James Harden todos tiveram mais de 50 minutos em quadra. Os reservas quase não jogaram e, quando o fizeram, não contribuíram muito.

O técnico dos Nets, Steve Nash, não viu grande contribuição dos jogadores do banco de reservas.

Além do quinteto titular, apenas Jeff Green e Landry Shamet entraram em quadra, na partida mais importante da temporada. Ambos jogaram um total de 21 minutos, sem conseguirem marcar nenhum ponto.  Dessa forma, com os reservas contribuindo pouco, James Harden descontado por uma lesão na coxa e os coadjuvantes não aparecendo, nem um inspirado Kevin Durant salvou os Nets.

Em uma temporada com tantas partidas e pouquíssimo tempo de descanso entre elas, quem sofreu foram as estrelas. Por outro lado, as equipes mais homogêneas tiveram mais chances, já que conseguiram distribuir minutos para todo elenco e manter uma alta intensidade em quadra. Os próprios reservas de Milwaukee fizeram 9 pontos e 5 rebotes na última partida da série.

A Força dos Bucks

O Milwaukee Bucks teve a terceira melhor campanha da Conferência Leste na temporada regular, ficando atrás apenas do 76ers e do próprio Brooklyn Nets. A diferença entre esses dois times foi de apenas 2 vitórias, já que os Bucks fizeram 46 e os Nets 48. Durante a própria temporada regular, os Bucks ganharam dois dos 3 jogos que fizeram contra o Brooklyn, mostrando a forte equipe que são.

Milwaukee ainda conta com um dos melhores jogadores da NBA no momento, o grego Giannis Antetokounmpo. Desde 2014 na equipe, ele já ganhou diversos prêmios individuais, como o jogador que mais evoluiu na temporada, além de ser duas vezes o MVP da liga, em 2019 e 2020. O grego de 2.11m é alto, forte e conta com um jogo absurdamente agressivo. Pará-lo é uma das tarefas mais difíceis da NBA no momento.

Duas vezes MVP da NBA, Giannis Antetokounmpo levou os Bucks às finais de conferência.

E, quando Milwaukee mais precisou dele contra os Nets, Giannis correspondeu as expectativas. Dentro da série de 7 jogos, ele deixou mais de 30 pontos em 6 deles, incluindo os 40 no jogo final. Ele ainda terminou a partida com 63% dos arremessos convertidos, um número realmente expressivo para uma série de playoffs.

E nem só de Giannis vive o time de Mike Budenholzer, já que o restante do elenco também é de alto nível. Khris Middleton tem sido figura importante no time, com 22 pontos por jogo e excelente defesa. Enquanto Jrue Holiday e Brook Lopez também tiveram momentos importantes na série.

Próxima Temporada para os Nets

O período de descanso vai ser muito bem vindo para as estrelas do Brooklyn Nets, embora Harden e Durant devam participar dos Jogos Olímpicos de Tóquio.  Porém a hora de ganhar para os Nets precisa ser na próxima temporada, já que o Barba, KD e Irving tem contrato por apenas mais 2 anos, sendo que o segundo é opcional.

Muita discussão deverá ocorrer em Brooklyn para a montagem do elenco na próxima temporada. Ficou claro que faltou banco nessa última série e Blake Griffing, Bruce Brown e Jeff Green não tem garantia de permanecer na próxima. Outro com futuro incerto é DeAndre Jordan, pivô veterano e com salário alto.

E aí, você acha que os Nets ganham o título na próxima temporada? Confira as chances na nossa página de apostas na NBA.

TAGS
Fabrício Pasqual

Fabrício Pasqual

Apaixonado por futebol e eSports, escreve artigos sobre apostas esportivas, jogos de cassino e, de vez em quando, também dá pitacos em esportes.

Fabrício Pasqual

Fabrício Pasqual

Apaixonado por futebol e eSports, escreve artigos sobre apostas esportivas, jogos de cassino e, de vez em quando, também dá pitacos em esportes.