Hollywood, emoção, bilheteria.

Estas são palavras que os fãs e especialistas de esportes usam o tempo todo para tentar descrever um momento empolgante.

Participe de alguns eventos esportivos e provavelmente, pelo menos uma vez, você vai ouvir alguém dizer que o que está acontecendo no campo, na quadra ou no ringue "parece cena de filme".

Pela sua própria natureza, o esporte é imprevisível, visceral e cheio de drama — todas qualidades que combinam muito bem com a telona.

Os arcos, as narrativas e as histórias de superação envolvendo certos jogadores ou times ao longo de uma temporada poderiam funcionar facilmente como o enredo de um longa-metragem de sucesso.

Dessa forma, não é surpresa que haja tantas tentativas de destilar estas histórias em peças de cinema — existem atualmente 4.385 títulos que aparecem sob o tema de esportes no IMDb.

Filmes sobre esportes também podem gerar grandes lucros, com os 10 maiores sucessos de bilheteria desse gênero no IMDb totalizando US$ 1,9 bilhão.

Mas, apesar de ser um assunto tão rico, criar um grande filme de esportes não é tão simples. Para cada Rocky, há um Gol III: O Jogo Final.

Então, o que diferencia o sublime do ridículo? Analisamos os 50 melhores filmes de esportes do IMDb para desvendar a anatomia de uma grande produção...

Tem que ser realista

Este é um ponto importante. Para que um filme de esportes seja bom, você deve acreditar que os eventos do filme podem realmente acontecer.

O que torna os esportes uma escolha tão popular para os cineastas são os sentimentos que eles evocam.

 Tal como em um cassino online, há sempre um vencedor e um perdedor. O perigo adicional criado pela perspectiva de derrota significa que quase sempre um amplo espectro de emoções é garantido.

Retrate isso corretamente e aí você tem o ingrediente perfeito para um filme.

Para realmente explorar o lado emocional do esporte, um filme deve ter um certo grau de realismo e parecer convincente. Caso contrário, o filme pode beirar a paródia.

Há uma razão pela qual Driblando o Destino não está incluído na lista que estamos analisando. Lembra-se daquela cena de falta no final? Chocante.

Este nível de realismo é mais frequentemente alcançado pela recriação de esportes profissionais do que por um ambiente amador — 30 dos 50 melhores filmes de esportes do IMDb giram em torno de profissionais.

Quando feito de forma fiel, pode ser difícil perceber a diferença.

Incluído nesses 30 está o filme de MMA intitulado Guerreiro, que tem uma classificação de 8,2 no IMDb — a mais alta de qualquer filme de esportes do site.

De acordo com Tom Hardy, o ator principal, as cenas de luta no filme eram tão realistas que ele quebrou as costelas e rompeu os ligamentos do braço direito durante as filmagens.

Outra maneira de fazer com que filmes de esporte sejam mais convincentes é retratar fatos reais. Trinta e um dos 50 melhores filmes são biográficos ou baseados em histórias verídicas.

É mais fácil fazer com que algo pareça real se realmente tiver acontecido.

media

É preciso haver uma história forte e um herói envolvente

O esporte é obviamente a base para qualquer grande filme deste gênero, mas não se trata apenas disso. Esses filmes também precisam de uma história cativante, caso contrário eles tomam a forma de "melhores momentos".

Imagine uma versão de Rocky em que nada é mencionado sobre as dificuldades que ele enfrentou ou sobre o seu passado difícil. Isso faria de um grande clássico um filme bem menos menos assistível.

Se é o esporte que fisga a audiência, é a história de vida do herói retratado que a mantêm assistindo ao filme.

Por vezes, esse herói pode tomar a forma de uma equipe completa, mas em um bom filme de esportes é mais comum que haja um personagem central.

Dos 50 principais filmes de esportes no IMDb, 27 são focados em esportes individuais em vez de modalidades jogadas em equipe.

É muito mais fácil contar a história de vida de uma pessoa em vez de onze. Por outro lado, os espectadores podem ser mais absorvidos pela presença de um único protagonista do que por um time inteiro.

O boxe é o melhor

Nenhum esporte se adapta melhor ao cinema do que o boxe.

Diante disso, não nos surpreende que o tipo de esporte mais popular apresentado neste top 50 seja praticado por personagens individuais.

Filmes de boxe respondem por 20% desta lista, enquanto filmes sobre esportes de combate — boxe, MMA, luta livre e caratê — totalizam 14 dos 50.

Dos três filmes que estão nos top 50 e que ganharam o Oscar de Melhor Filme, dois são sobre boxe — Rocky e Menina de Ouro.

Nestes filmes, o esporte geralmente funciona como uma metáfora para a vida da personagem principal. A violência e a imprevisibilidade do boxe fazem dele o par perfeito para o cinema.

As lutas são emocionantes, dramáticas e perigosas. Elas também funcionam como o ápice natural para a narrativa familiar de tentativa e superação que está embutida em quase todos os filmes de boxe.

O enredo básico raramente foge do seguinte formato: o protagonista sem sorte recebe uma proposta para lutar em um campeonato, um treinador o leva ao limite, ele tem uma lesão ou dificuldade para superar, a luta acontece e o filme termina quando ele volta para a casa tendo ganhado ou perdido.

É a história arquetípica do oprimido, e quem não ama isso?

Deve terminar em um triunfo

Antes que qualquer desentendimento comece, é verdade que alguns dos clássicos filmes de esportes não terminam de forma feliz ou culminam na vitória do personagem principal.

O esporte nem sempre tem a ver com ganhar ou perder, pois o clichê sugere que o que vale é a jornada.

Mas, embora a importância do enredo e do desenvolvimento do personagem não possa ser subestimada em um filme de esportes, os espectadores ainda querem algo para comemorar no final.

Em termos gerais, um grande filme termina com o indivíduo ou o time vencendo o evento que a história foi construindo ao longo da trama.

Trinta e oito dos 50 filmes na lista do IMDb reforçam esta ideia.

Uma das razões para isso é, sem dúvida, o número de histórias reais que estão sendo contadas nesses filmes.

É razoável supor que as histórias esportivas mais memoráveis ​​são aquelas que terminaram em triunfo.

Pouquíssimas pessoas se importam com o time de futebol que perdeu na primeira rodada do torneio. Mas e os azarões que ganharam? Bem-vindos a Hollywood.

Dos 31 filmes de esportes da lista que são baseados em fatos reais, 24 têm um final feliz.

É compreensível que um espectador queira uma recompensa no final de um filme e, tendo investido tempo e emoção na história, um clímax positivo é inegavelmente mais gratificante.