Historicamente, as posições em quadra no basquete são definidas pelo tamanho dos jogadores. Os ‘gigantes’, por exemplo, acabam dentro do garrafão, na função de pivô e responsáveis por bandejas e pelos rebotes na NBA. Longe da tabela, os jogadores mais baixos (em geral, não que seja necessariamente uma regra) se tornam armadores, que, como o nome sugere, constroem as jogadas.

O point guard (PG), como é conhecido o armador nos Estados Unidos, tem por objetivo principal armar as jogadas, mas, como geralmente é menor do que outros atletas em quadra, costuma ter por característica agilidade. Mais leves, os armadores (principalmente na NBA) quebram linhas defensivas com dribles e velocidade e são bons passadores.

O perfil apresentado acima foi moldado ao longo dos tempos, e consagrou jogadores especialistas na armação na NBA, como Steve Nash, John Stockton e Chris Paul (em atividade): em comum, o trio apresenta velocidade e muita visão de jogo em quadra, mas sempre se preocupou em servir os companheiros antes de pensar em pontuar por conta própria.

Esse é modelo-base de um armador na NBA, mas há ainda uma variação interessante da posição: o ala-armador. Geralmente mais ‘alto’, na escala de estatura/posição no basquete, esse jogador também precisa ser veloz, pois terá com frequência a bola nas mãos, e precisa do drible para passar pelos adversários.

A grande diferença, no entanto, fica para o momento de decisão das jogadas: como o nome diz, shooting guard (SG), esse jogador se ‘preocupa mais’ com o lado da pontuação do que com a criação, propriamente. Os exemplos mais talentosos do setor são Michael Jordan e Kobe Bryant.

A seguir, veja quais são os principais armadores da NBA na atualidade, não considerando os atletas que têm a característica mais de ala-armador.

7 – Jrue Holiday (Milwaukee Bucks)

Contratado recentemente pelo Milwaukee Bucks, Jrue Holiday é um dos destaques da NBA quando o assunto são os armadores. O jogador de 31 anos esteve com os Estados Unidos nas Olimpíadas de Tóquio-2020 e frequentemente está entre os melhores dos Bucks no maior basquete do mundo.

Basta ver as estatísticas do jogador: na temporada 2020/21, Holiday teve média de 17.7 pontos, 6.1 assistências e 4.5 rebotes (neste caso, participando mais na defesa).

6 – Ja Morant (Memphis Grizzlies)

A sexta colocação no ranking é de Ja Morant, que foi draftado em 2019 e desde então se destaca na NBA com a camisa do Memphis Grizzlies. Armador de 1,91m, Morant ultrapassou a marca de 7.0 assistências por jogo na temporada passada e segue como um dos principais nomes da franquia.

A pouca idade, 22 anos, também o coloca como um dos jogadores mais promissores da liga quando o assunto é armação, dribles e assistências.

5 – Chris Paul (Phoenix Suns)

Mais baixo do que Ja Morant e Jrue Holiday (ambos com 1.91m), Chris Paul já atingiu os 36 anos e aproveita os últimos momentos como jogador profissional de basquete nos Estados Unidos. Na NBA desde 2005, o armador de 1,83m teve de média 16.4 pontos, 8.9 assistências e 4.5 rebotes na temporada passada, ainda que esteja na reta final da carreira.

Hoje defendendo o Phoenix Suns, Chris Paul já foi o líder em assistências na liga em 4 temporadas e esteve no NBA All-Star em 11 oportunidades. Ele também integra a lista dos 75 (ou 76) melhores jogadores de todos os tempos da liga, em eleição realizada para comemorar o 75º aniversário da NBA.

4 – Trae Young (Atlanta Hawks)

Responsável pela criação do Atlanta Hawks, Trae Young é outro nome da nova geração de armadores da NBA. Com 23 anos, o jogador de 1,85m está entre os principais do setor no basquete americano porque, além de dar muitos passes para arremessos, ainda aparece para pontuar.

Na temporada 2020-21, foram 25.3 pontos, 9.4 assistências, 3.9 rebotes e 34.3% de aproveitamento em bolas de três pontos. Ele foi draftado em 2018 e já participou de um NBA All-Star (2020).

3 – Kyrie Irving (Brooklyn Nets)

Considerado um dos melhores jogadores da atualidade na NBA, Kyrie Irving é especialista na armação e comanda o ataque do Brooklyn Nets. Campeão da liga em 2016, Irving ultrapassou a marca de 26.9 pontos por jogo na temporada passada. Foram ainda 6.0 assistências para o atleta, que, na visão de muitos fãs, foi o maior injustiçado por estar fora da lista dos 75 melhores de todos os tempos.

2 – Damian Lillard (Portland Trail Blazers)

Um dos melhores armadores da atualidade é Damian Lillard. O ‘baixinho’ de 1,88m defende o Portland Trail Blazers desde 2012, quando foi escolhido no draft da NBA e começou a trilhar um caminho de sucesso na liga.

Com a franquia de Portland, o atleta marca presença no All-Star: foram seis participações até a temporada atual. Na campanha do ano passado, ele somou 28.2 pontos, 7.5 assistências e 4.2 rebotes, destacando-se na franquia da Conferência Oeste.

1 – Stephen Curry (Golden State Warriors)

A primeira colocação do ranking é óbvia e não poderia ser de outro atleta: Stephen Curry é o maior e melhor armador da NBA na atualidade e já se coloca entre as lendas do setor em 75 anos de NBA. Com os Warriors, Curry empilha taças (já foram três títulos da liga) e recordes, mas a contribuição se dá também pela forma com que atua em quadra.

Especialista em bolas de 3 pontos, o jogador desenvolveu essa vertente no armador moderno e é um dos cestinhas da liga mesmo atuando longe do garrafão. Em 2020/21, foram 32.0 pontos de média, além de 5.8 assistências e 5.5 rebotes. De modo geral, Curry é considerado o melhor da posição na atualidade por quase todos os fãs e críticos de basquete.

A temporada do melhor basquete do mundo está disponível no site da Betway. Visite a nossa página e faça suas apostas na NBA.