Futebol Futebol

Copa do Brasil: qual é o maior artilheiro de uma única edição do torneio?

06 Apr | BY Betway Insider | MIN READ TIME |
Copa do Brasil: qual é o maior artilheiro de uma única edição do torneio?

Fred, Neymar, Romário e mais: saiba qual jogador fez mais gols em uma única edição de Copa do Brasil

A Copa do Brasil é disputada desde 1989, e já teve diversos craques no topo da artilharia. Na última edição, em 2021, o goleador máximo foi Hulk, do Atlético-MG, que levou o título do torneio de mata-mata, considerado o mais democrático do país, pela quantidade de times que disputam: em 2022, foram 92 participantes – datas, favoritos e mais: saiba tudo sobre a edição atual. O atacante do Galo terminou a competição com oito gols. Ele entrou em campo dez vezes.

Atrás de Hulk, ficaram Rigoni (São Paulo) e Rossi (Bahia), com cinco gols, e Renato Kayzer (Athletico), David e Wellington Paulista (Fortaleza), Pablo (São Paulo) e Vanílson (Manaus), com quatro cada. O atacante do time mineiro marcou inclusive nas finais, contra o Athletico-PR, com um tento na partida de ida e outro na partida de volta.

Hulk passou longe, porém, de ser o maior artilheiro de uma única edição. Esse feito é de Fred, em 2005, quando atuava pelo Cruzeiro e tinha apenas 22 anos. O centroavante, hoje no Fluminense, marcou 14 gols naquela edição. A Raposa foi eliminada na semifinal, contra o Paulista, time do interior de São Paulo, que ficou com o título após bater o Flu na decisão.

A campanha do Cruzeiro foi marcada por goleadas. Logo na primeira fase, a equipe, que era comandada por Levir Culpi, venceu o Sergipe por 7 a 0 – Fred fez quatro gols. Nas fases seguintes, o clube mineiro fez 3 a 0 no Ipatinga e 4 a 0 no Santa Cruz. Nas quartas de final, mais duas goleadas: diante do Baraúnas, do Rio Grande do Norte, vitórias por 7 a 3, na ida, e 5 a 0, na volta. Na primeira partida, Fred anotou dois tentos; na segunda, três.

Em agosto daquele ano, quando era artilheiro também do Brasileirão, com 13 gols, o atacante foi vendido para o Lyon, da França, por cerca de 12 milhões de euros, equivalentes a R$ 36 milhões à época. O então jovem jogador tinha 40 gols em 43 jogos em 2005, e já havia tido propostas do Nantes (6,5 milhões de euros), também da França, e do Sevilla (10 milhões de euros), da Espanha.

No Lyon, Fred jogou entre 2005 e 2009, conquistou três vezes o Campeonato Francês e uma vez a Copa da França. Ele foi convocado para a Copa do Mundo de 2006, na Alemanha, e foi reserva de Ronaldo. Chegou a marcar em sua estreia, contra a Austrália, saindo do banco.

Em 2009, Fred voltou ao Brasil e assinou com o Fluminense, clube no qual conquistou duas vezes o Brasileirão, em 2010 e 2012, e virou um dos maiores ídolos da história. No Tricolor carioca, o atacante aumentou a marca de gols na Copa do Brasil, e se tornou o maior artilheiro de todos os tempos da competição, ao lado de Romário, com 36 gols. Como ainda está em atividade, pode se isolar na liderança. Pelo Flu, foram 20 tentos anotados no torneio de mata-mata.

Outros destaques

Quando chegou ao 14º gol e se tornou o maior artilheiro de uma única edição de Copa do Brasil, Fred deixou para trás a marca de Deivid, que marcou 13 gols pelo Corinthians em 2002 quando o Timão levou o título em final disputada contra o Brasiliense. O ex-jogador do Timão foi o responsável, inclusive, por todos os gols corintianos na decisão: na partida de ida, vitória por 2 a 1, no Morumbi; na volta, empate por 1 a 1, no Distrito Federal.

Em 2010, Neymar também brilhou. Na edição em que o Santos conquistou o primeiro e único título de Copa do Brasil, o então jovem, com 18 anos, fez 11 gols e foi o artilheiro, em uma campanha histórica, que contou com uma vitória por 10 a 0 sobre o Naviraiense. O Peixe, que também contava com Paulo Henrique Ganso, encantou o Brasil com um futebol alegre e para frente.

A marca de Neymar igualou a de outro artilheiro: Washington, o Coração Valente, que também anotou 11 tentos na edição de 2001, conquistada pelo Grêmio, quando atuava pela Ponte Preta. A Macaca fez uma grande campanha e foi eliminada apenas na semifinal, diante do Corinthians, que acabou ficando com o vice-campeonato.

Em 2000, pelo Cruzeiro, o atacante Oséas foi o goleador máximo, com 10 tentos. A Raposa foi a campeã da edição, batendo o São Paulo na final. Foi o terceiro título do clube mineiro na competição – hoje o time é o maior campeão da história, com seis taças.

Maiores artilheiros

Como já informado no texto, Fred e Romário dividem, neste momento, a artilharia histórica da Copa do Brasil, com 36 gols para cada. Na sequência está Viola, campeão do mundo com a seleção brasileira em 1994 e que atuou por diversos clubes, como Palmeiras e Corinthians, que fez 29 gols no torneio mais democrático do país.

Oséas e Paulo Nunes, também já aposentados, possuem 28 tentos cada. Dodô tem 26; Luis Fabiano, 25. Deivid e Evair possuem 24. Gabigol, do Flamengo, também tem 24, mas pode ampliar a marca e ultrapassar jogadores importantes no ranking, já que vai disputar a edição de 2022 pelo Rubro-negro.

O torneio mais democrático do país está rolando! Acesse a página da Betway e faça suas apostas na Copa do Brasil.

TAGS
Betway Insider

Betway Insider

The Insider is an editorial blog for Betway, one of the best betting sites, featuring sporting insight, intelligent comment and informed betting tips for football betting and all other major sports.

Betway Insider

Betway Insider

The Insider is an editorial blog for Betway, one of the best betting sites, featuring sporting insight, intelligent comment and informed betting tips for football betting and all other major sports.