Não há dúvidas do tamanho de Roger Federer e Rafael Nadal para o tênis e o esporte mundial. Considerados dois dos melhores de todos os tempos na modalidade, os atletas estão há mais de uma década brilhando pelo circuito de Grand Slams, com jogadas mágicas, uma galeria enorme de troféus para cada um e recordes, muitos recordes.

Aos 39 anos, o suíço Federer caminha para o fim da carreira, inevitavelmente. Um pouco mais jovem, aos 34, Nadal também já vê a aposentadoria mais próxima. Pesa para o espanhol as diversas lesões ao longo dos últimos anos, seja no joelho, ombro ou tornozelo.

Conhecido pela classe em quadra, Federer tem um tênis mais equilibrado e versátil (ele costuma ser competitivo em todos os pisos), além de genial, que já o levou a conquistar 20 Grand Slams na carreira profissional, iniciada em 1998.

Nadal, por outro lado, é especialista no saibro. Conhecido como o rei do piso, o espanhol também venceu 20 campeonatos de grande porte do tênis. São os dois mais vitoriosos da história. A diferença, porém, é que 13 títulos de Nadal foram em Roland Garros, torneio francês disputado justamente no saibro.

Roger Federer x Rafael: quem é melhor no um contra um?

O primeiro duelo do suíço com o espanhol foi em 2004. De lá para cá, os dois tenistas alimentaram uma das maiores rivalidades (saudáveis) que o tênis já produziu. Por muito tempo, aliás, todo enfrentamento entre eles era motivo para os fãs (de um ou de outro atleta) tentarem encontrar respostas para definir: quem é melhor? A discussão é parecida com o que acontece com Cristiano Ronaldo e Messi no futebol: ambos são geniais e dividem por anos o protagonismo na modalidade.

Até o momento, o fã de tênis teve o privilégio de acompanhar 40 confrontos da dupla. Nadal, com 24 vitórias, leva vantagem diante do suíço, que venceu 16 vezes.

No saibro, especialidade de Nadal, o canhoto sobra: são 14 vitórias contra duas derrotas. Já na grama (três vitórias contra uma) e em quadras duras (11 contra nove), Federer tem melhor desempenho.

Como os tenistas reinam há bastante tempo no cenário mundial, muitos desses encontros aconteceram em fases decisivas dos grandes torneios do calendário. Ao todo, eles duelaram em nove finais de Grand Slam, um recorde na modalidade.

Rivalidade aos poucos virou amizade

Ainda que muitas vezes a rivalidade entre Federer e Nadal tenha sido alimentada por fãs dos tenistas e pela imprensa, houve um momento em que os atletas, no auge, nutriam uma competição para “ser melhor” que o outro. Natural para dois jogadores com muito talento e capazes de elevar o nível de disputa e os recordes.

Maiores vencedores da história do tênis (ninguém tem 20 Grand Slams como Nadal e Federer – Novak Djokovic pode alcançar a dupla, já que tem 17 títulos), o espanhol e o suíço foram se aproximando à medida em que ficaram mais velhos.

Hoje, dá para cravar: eles são amigos. Tanto é que, quando organizaram um jogo beneficente na África do Sul, em 2020, Federer rasgou elogios ao “rival”.

“É muito bom chamar um de seus maiores rivais também de amigo. Ele não é meu melhor amigo e não sou o melhor amigo dele, mas nos entendemos muito bem. Gostamos de nos ver, de conversar e garantir que o tênis esteja se movendo na direção certa”, destacou Federer na oportunidade.

Quando Nadal venceu o 13º Roland Garros, um feito e tanto, o suíço foi às redes sociais exaltar o companheiro. "É especialmente surpreendente que ele já tenha vencido Roland Garros incríveis 13 vezes, o que é uma das maiores conquistas no esporte. Também parabenizo sua equipe, porque ninguém consegue fazer isso sozinho. Espero que o 20° [título de Grand Slam] seja apenas mais um passo na jornada contínua para nós dois. Muito bem, Rafa. Você merece isso", escreveu Federer.

Em seguida, reconhecendo a importância de ter um rival tão forte no circuito, e a amizade entre eles, Nadal respondeu.

"De alguma forma, acho que ele fica feliz quando estou ganhando e eu fico feliz quando ele está fazendo as coisas bem", disse Nadal, lembrando ao fato de que, sim, o tênis é melhor com os dois. E que bom que existem Roger Federer e Rafael Nadal.

O Australian Open está rolando! Quem será o campeão do Grand Slam Australiano? Faça suas apostas no tênis!