O show do tênis não pode parar. O Aberto de Stuttgart dá início ao circuito de grama na temporada do tênis masculino, e alguns dos melhores tenistas do mundo estarão presentes em busca de um prêmio de 117 mil Euros e uma Mercedes-Benz novinha em folha.

Porém, para chegar ao topo do torneio na Alemanha, o caminho não será fácil para ninguém. Enquanto os principais nomes do tênis masculino não participarão da competição, pois precisam se recuperar do Grand Slam de Roland Garros, tenistas que aspiram as primeiras posições do ranking da ATP estarão presentes. Nomes como o jovem russo Karen Khachanov e o veterano Stan Wawrinka estão entre os favoritos para a conquista do título.

media media

O Aberto de Stuttgart é marcado pelo equilíbrio ao longo de sua história. Ao contrário de outros torneios, sejam eles Abertos, Masters ou Grand Slams, este campeonato raramente viu jogadores realizarem finais consecutivas, e muito menos ganharem títulos de forma seguida. O maior finalista da história do torneio é o australiano Warren Woodcock, único a chegar 4 vezes à final, vencendo duas vezes. Ele também é o único com três finais consecutivas, em 1959, 1960 e 1961. Já o maior campeão é o espanhol Rafael Nadal, com 3 conquistas, em 2005, 2007 e 2015. Este ano, porém, Nadal não disputará o campeonato.

Entre os competidores confirmados para este ano, apenas quatro já chegaram na final. Stan Wawrinka chegou em 2007, Gaël Monfils em 2009, Philipp Kohlschreiber em 2016 e Milos Raonic em 2018. Porém, todos eles foram derrotados em suas finais disputadas. Isso faz com que a edição de 2019 não tenha vencedores de anos anteriores do Aberto de Stuttgart em suas chaves, garantindo ao público um novo campeão.

O atleta mais bem colocado do ranking entre os confirmados é o russo Karen Khachanov. Com apenas 23 anos, ele ocupa a 11ª posição do ranking da ATP. Mas este é o único fator que credencia o russo ao título. O jogador de 1,98m de altura possui uma envergadura monstruosa, o que o ajuda a recuperar bolas mais longas. A fase dele, no entanto, não é das melhores. Com 22 partidas disputadas no ano, ele venceu apenas 10, sendo eliminado precocemente de todos os campeonatos que disputou em 2019. Sua melhor performance foi em Indian Wells, onde foi eliminado por Rafael Nadal nas quartas de final, após 3 vitórias em fases anteriores. Outro fator que pesa é que Khachanov, que é profissional desde 2013, venceu apenas 4 títulos na carreira, todos em piso duro. Sua participação em Roland Garros, por outro lado, pode ser um sinal de uma recuperação, já que ele fez boa campanha, passando por bons tenistas como Juan Martin del Potro e parando apenas em Dominic Thiem, nas quartas de final.

Um dos grandes favoritos deste ano é o suíço Stan Wawrinka. O experiente tenista de 34 anos fez uma boa campanha no Grand Slam de Roland Garros, sendo eliminado por Roger Federer em um grande jogo nas quartas de final, daqueles que ficam guardados na memória dos fãs de tênis. Apesar da derrota, Wawrinka mostrou que está em forma e consegue acompanhar os melhores tenistas do mundo, fazendo parecer injusta sua 28ª posição no ranking. Isso certamente mudará após o torneio na Alemanha. Até agora, Wawrinka tem 15 vitórias e 11 derrotas na temporada. Sua melhor colocação foi um vice-campeonato em Rotterdam, onde foi derrotado pelo francês Gaël Monfils por 2 sets 1. Neste mesmo torneio, ele venceu Milos Raonic e Denis Shapovalov, que são possíveis adversários em Stuttgart. Nós sabemos que não existe aposta certa, mas apostar em Wawrinka no Aberto de Stuttgart é o mais próximo que você pode chegar de uma.

Outro que faz boa temporada é o canadense Milos Raonic. O jogador ocupa a 18ª posição no ranking e quer chegar a sua segunda final consecutiva em Stuttgart. Em 2019, Raonic venceu 11 dos 17 jogos que disputou, conseguindo chegar às semifinais de Indian Wells, sendo derrotado pelo austríaco Dominic Thiem em um grande jogo. O problema para Raonic é que ele não vence um título desde a edição de 2017 de Brisbane, que é o torneio que abre a temporada nos primeiros dias do ano. Com isso, já são 2 anos e meio sem conquistas. Para piorar, todos os 8 títulos da carreira do canadense foram em piso duro, mostrando que ele não se dá muito bem na grama, piso utilizado em Stuttgart.

Possivelmente o tenista que tem as melhores chances de título na Alemanha, junto com Wawrinka, Gaël Monfils vive grande temporada, vencendo 18 das 24 partidas disputadas no ano. Monfils vem acumulando boas atuações desde o Aberto da Bulgária, onde foi eliminado por Medvedev nas semifinais. Porém, logo na sequência ele passou pelo mesmo Medvedev nas semifinais em Rotterdam, enfrentando e vencendo Wawrinka na final. Em Roland Garros, Monfils também foi eliminado por Dominic Thiem, por 3 sets a 0 nas oitavas de final.

Sentiu confiança em algum dos tenistas acima? Acesse nossa página de apostas em tênis e monte seu ticket vencedor para o Aberto de Stuttgart.