O processo de mudar o nome de uma equipe não é simples, como os Washington Redskins estão descobrindo. O time já aposentou o nome Redskins, devido á críticas por uma conotação racista contra nativos-americanos, e jogará esta temporada com o nome genérico “Washington Football Team”

Duas coisas são conhecidas: Adam Schefter, da ESPN, relatou que não haverá imagens de nativos americanos; como uma fonte da equipe disse outro dia, eles não querem criar problemas futuros. Outra fonte da equipe disse que o plano é manter o esquema de cores bordô e dourado.

Ainda assim, como apontou Marc Ganis, presidente e fundador da consultoria Sportscorp: “Algumas equipes podem levar dois anos para fazer uma mudança. Mas essas equipes costumam se dar ao luxo de ter tempo. Washington pode acabar fazendo isso às pressas por causa da pressão mais intensa do que nunca para descartar um nome considerado depreciativo”.

Vários patrocinadores, liderados pela FedEx (que detém os direitos do nome do estádio do time sob um acordo de US$ 205 milhões que vai até 2025), Nike e PepsiCo disseram que querem que o nome seja alterado. E vários varejistas, incluindo Target, Walmart e Amazon, pararam de vender as mercadorias da equipe.

"Por causa da pressão agora, há mais valor em fazer algo mais cedo do que tarde", disse Ganis.

Essa é a parte fácil. O técnico do time, Ron Rivera, disse ao The Washington Post que gostaria que fosse feito antes do training camp, mas sabemos que isso não aconteceu, o que mostra que a situação é muito mais complicada do que a direção do time imaginava.

"É incrível como você passa por um estádio e por uma instalação de treino onde existe esse logotipo", disse Matt Williams, ex-vice-presidente executivo do Washington Wizards da NBA. Ele estava com a equipe quando caiu o nome de Bullets. "Está em toda parte. É um processo para mudar isso."

Aqui está uma análise aprofundada do que confronta o proprietário Dan Snyder e a organização quando é explorada a alteração do nome da equipe.

Quanto tempo isso leva normalmente?

A liga nunca passou por algo assim, onde uma franquia decide mudar seu nome após 87 anos. É por isso que uma fonte da liga disse na semana passada que não há cronograma, porque esta é uma situação única. A última equipe a mudar seu nome foi Tennessee Oilers em 1998 - mas isso foi resultado da saída da franquia de Houston.

O vice-presidente executivo/gerente geral da equipe na época, Floyd Reese, disse que o processo levou um ano - desde o anúncio de que os Oilers estavam mudando de nome até a conclusão. Isso incluía obter o nome Titans de marca registrada, junto com camisetas e quaisquer outros itens produzidos por eles.

Quando os Bullets anunciaram que estavam mudando de nome, o processo levou dois anos para ser concluído. E o processo envolve mais do que apenas renomear uma equipe. Williams, que agora é estrategista sênior e vice-presidente de relações com a mídia da Maroon PR, disse que também há tempo e energia dedicados a logotipos e esquemas de cores, papelaria e até cartões de visita.

“Existem tantos tentáculos onde existe o nome de uma franquia de esportes”, disse Williams. "É um grande empreendimento...É um processo muito mais complexo do que certamente o público em geral pensa. Eles acham que você pode pintar um novo logotipo no campo e pronto. Você poderia fazer isso dessa forma, mas não é o forma correta e haverá obstáculos".

A liga vota no nome?

Não. Os outros proprietários não votarão em qualquer decisão da organização, mas a NFL deve aprovar o nome. Várias fontes disseram que Snyder está em discussões com a liga sobre uma possível mudança de nome há algumas semanas.

Quando Tennessee mudou seu nome, o time trabalhou em conjunto com o escritório da liga. Reese disse que a liga possui nomes que foram testados e revisados, incluindo os Titãs. Ele também disse que havia um grupo no Tennessee que queria o nome de Rebels. Então, um dia, ele recebeu um telefonema de uma senhora que disse ser a ex-esposa de James Earl Ray - o homem que atirou em Martin Luther King Jr.

“Ela disse: 'Esse seria um nome que [Ray] gostou, e ele é um racista ferrenho. Você não pode usar esse nome'”, disse Reese, que concordou em remover a opção.

Quanto tempo dura o processo de logo?

Brian Killingsworth teve experiência com esse processo. Ele foi o diretor de marketing e promoções do Tampa Bay Rays da MLB em 2007, quando eles tiraram a palavra "Devil" de seu nome e agora é o diretor de marketing do Vegas Golden Knights da NHL.

Killingsworth e a organização anunciaram sua nova equipe AHL, os Henderson Silver Knights, completa com um logotipo em maio. Ele chamou isso de processo rápido; demorou oito meses. Quando ele era o diretor de marketing e promoções em Tampa, ele disse que levou quase dois anos para não apenas ajustar o nome da equipe, mas depois criar novas combinações de cores e um novo logotipo.

"Fizemos mudanças internamente e, em seguida, a última etapa foi reformular a marca", disse Killingsworth sobre os Rays. Ele também esteve com o St. Louis Rams por três anos e disse que eles estavam tendo conversas exploratórias em 2013 e 14 sobre um novo logotipo.

A opinião pública terá importância?

Sim, mas provavelmente mais do ponto de vista de quais tradições a equipe quer manter. É provável que o nome venha de dentro e talvez seja testado de alguma forma, mas não parece haver qualquer tipo de grupo de foco.

O time disse que quer envolver ex-jogadores, grupos de nativos-americanos, os militares e, em algum nível, os fãs. Mas nenhum plano concreto foi revelado.

Isso poderia ser um passo em direção a um novo estádio e sediar um Super Bowl?

Absolutamente. Washington poderia ter construído um estádio na Virgínia sem mudar o nome, e provavelmente em Maryland também. O time treina na Virgínia e joga em Maryland. Mas sua antiga casa icônica - o RFK Stadium - está localizada no distrito de Columbia, e é um destino favorito para o time. A cidade os quer de volta também. Mas várias autoridades municipais têm falado abertamente sobre não querer o time de volta, a menos que mude o nome. Como o estádio está em terras federais, o time precisa da ajuda do governo. Eleanor Holmes Norton, a delegada da cidade na Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, disse recentemente ao podcast "Redskins Talk" que apresentará um projeto de lei ao Congresso para comprar o terreno federal não utilizado em um esforço para atrair de volta a franquia de Washington - uma vez que o nome vai mudar. Isso seria um grande passo em direção a um novo estádio.

O arrendamento do terreno da equipe em sua localização atual termina em 2027 e, se construir um novo estádio, como muitos preveem, pode acabar hospedando um Super Bowl. Snyder há muito deseja sediar um, e depois que Nova York sediou um em seu novo estádio em 2014, a liga poderia recompensar Washington após a inauguração do estádio - já em 2028.

É difícil obter uma marca registrada de um novo nome?

Washington pode começar a usar um novo nome antes de ser registrado. O primeiro passo, de acordo com Michael Graif, um advogado de propriedade intelectual da Mintz, é "limpar a marca". A equipe precisa ter certeza de que não há "marcas registradas semelhantes que tenham prioridade sobre elas", disse ele.

Assim que o time fizer isso e estiver confiante de que a marca comercial está disponível, ele pode começar a usar o novo nome ao solicitar o registro da marca. O custo: US$ 275 por classificação do que eles desejam registrar. Isso inclui roupas e calendários, material impresso, gravações de vídeo e muito mais. Os custos aumentam.

Graif disse que leva cerca de um ano para uma marca comercial passar. Demora cerca de três meses antes mesmo de ser atribuído a um advogado examinador do Escritório de Marcas e Patentes dos EUA.

Como a marca será afetada?

Vamos ser honestos: a marca Redskins tem sofrido nos últimos anos por motivos não relacionados ao seu nome. Na verdade, quando se trata de porcentagem de lotação nos jogos em casa, os Redskins terminaram apenas uma temporada acima de 20º desde 2007 - e isso foi em 2007, quando eles estavam em segundo lugar. Eles estavam em 30º em 2019 e no ano anterior. Parte disso decorre de os torcedores não gostarem do estádio em uma área que resulta em dores de cabeça de tráfego - e de um time que não ganha um jogo de playoff desde 2005.

Certamente há um segmento da população que se ofendeu com o nome e o logotipo - inclusive alguns torcedores do time - e isso não ajudou. O nome sempre foi controverso, mas a base de fãs continuou forte. Isto é, até anos recentes, quando os fãs se cansavam de jogadas inconsistentes, anos de falsas esperanças e um grupo de administração e propriedade de que não gostavam.

Nas últimas duas temporadas em particular, era comum ver os torcedores adversários superarem os torcedores de Washington em jogos no FedEx Field. Em outras palavras: Vencer é importante; a marca não tem vendido ingressos.

Acesse nossa página de apostas em futebol americano para curtir a temporada da NFL com muito mais emoção!