Nos últimos anos, os campeonatos estaduais estão sendo usados pelos clubes grandes, a princípio, como preparação para a temporada. É o momento de muitos testes nas escalações, rodagem de elenco e chance para jovens jogadores. Para clubes menores, porém, é a chance de arrecadar, muitas vezes, o dinheiro que pagará a folha salarial do ano.

Os clubes do interior também têm a possibilidade de ganhar destaque e visibilidade. Para isso, podem optar, por exemplo, pela contratação de ‘medalhões’, veteranos famosos conhecidos pelo grande público, que sempre despertam certa curiosidade. Esses atletas, geralmente perto do fim de carreira, usam um estadual badalado, como o Campeonato Paulista, para tentar estar novamente em evidência.

Preparamos uma lista de alguns desses jogadores que estão na disputa do Paulistão na edição de 2022.

Camilo

O meia Camilo, de 35 anos, é jogador do Mirassol, que está no grupo do Palmeiras. O atleta já passou por grandes clubes brasileiros, como Cruzeiro, Botafogo e Internacional. Começou pelo profissional no Marília, em 2006, e, após ir bem na Série B de 2007, foi contratado pelo Cruzeiro.

Não teve muita oportunidade no clube mineiro e passou a ser emprestado, até ser negociado com o Hull City, da Inglaterra. No retorno ao Brasil, rodou por equipes como Avaí, Sport, Mirassol, Botafogo-SP e Chapecoense.

No Botafogo, entre 2016 e 2017, foi onde teve mais destaque, chegando a ser convocado por Tite para a seleção brasileira. Na ocasião, Brasil e Colômbia fizeram o "Jogo da Amizade", um amistoso que teve objetivo de arrecadar dinheiro para ajudar os familiares das vítimas do acidente de avião com a delegação da Chapecoense. Apenas jogadores que atuavam no Brasil foram convocados.

Edson Silva

O zagueiro Edson Silva defende o Novorizontino. Com 35 anos, ficou famoso nacionalmente ao atuar pelo São Paulo entre 2012 e 2015. Antes, havia passado pelo Botafogo, mas sem muito destaque. No Tricolor paulista, foi por vezes criticado pela torcida, mas conseguiu uma boa sequência como titular.

Esteve no São Paulo na conquista da Copa Sul-Americana de 2012, em elenco que tinha Rogério Ceni, Lucas e Luis Fabiano. Ele deixou o clube no fim de 2015. Desde então, passou por Estrela Vermelha, Mirassol, Bragantino, Londrina e Guarani. Em 2019, foi contratado pelo Novorizontino.

Bruno Aguiar

Outro veterano conhecido que defende o Novorizontino no Paulistão é o zagueiro Bruno Aguiar, que tem 35 anos. O jogador ganhou notoriedade quando atuou pelo Santos, entre 2010 e 2011.

Destaque da Série B pelo Guarani em 2009, Bruno Aguiar foi a primeira contratação do Peixe para a temporada de 2010, que encantou o Brasil com um futebol alegre, comandado por Paulo Henrique Ganso e Neymar.

Na equipe santista, fez parte do elenco que conquistou a Copa do Brasil de 2010 e o Paulistão e a Libertadores de 2011. Deixou o clube no começo de 2012, quando acertou com o Sport. Desde então, rodou por equipes menores, e chegou ao Novorizontino em 2020.

Capitão do time do interior no Campeonato Paulista, Bruno Aguiar comemorou, há algumas semanas, a 'tranquilidade' que possui na equipe. "A gente se sente muito bem aqui. Tem uma tranquilidade no planejamento do clube, uma tranquilidade no fim do mês de saber que você tem seu salário em dia. Isso faz toda diferença na vida do profissional e do atleta. Com certeza reflete dentro de campo", disse, à TV do clube.

Wesley

O meio-campista Wesley está com 34 anos, e foi contratado pela Ponte Preta para o Paulistão de 2022. O atleta estava no CRB, onde passou as duas últimas temporadas. A carreira do veterano é marcada por altos e baixos.

Revelado pelo Santos, passou por empréstimo pelo Athletico-PR em 2009, e em 2010 voltou ao Peixe para ser um dos destaques da equipe que conquistou o título da Copa do Brasil. No time alvinegro, foi eleito o melhor lateral-direito do Paulistão daquele ano. Depois, brilhou também no meio de campo.

Ainda no meio de 2010, aos 23 anos, foi vendido ao Werder Bremen, da Alemanha. Em setembro, foi convocado por Mano Menezes para a seleção brasileira. Menos de dois anos depois, chegou ao Palmeiras, em uma contratação que se arrastou por dois meses e envolveu uma campanha de arrecadação feita pelo próprio clube, na qual os torcedores podiam doar dinheiro para uma 'vaquinha' que ajudaria na chegada do atleta ao clube. A transferência precisou ainda de acordo com um investidor, que apostou no jogador.

Diante desse cenário, Wesley desembarcou no Verdão, então comandado por Felipão, sob muita expectativa, mas não correspondeu. Rompeu o ligamento do joelho direito no quarto jogo pela equipe, voltou a jogar depois de sete meses, e viu o Alviverde cair para a segunda divisão. Deixou o time ao término do contrato, no começo de 2015, e assinou com o São Paulo.

No Tricolor, novamente oscilou entre bons e maus momentos. Em 2016, durante uma invasão da torcida organizada no CT, foi agredido, ao lado de Michel Bastos e Carlinhos. Mesmo com o episódio, continuou no clube até o ano seguinte, quando foi para o Sport. Até chegar à Macaca, onde disputa o Paulistão, passou ainda por América-MG, Criciúma, Avaí e CRB.

Dedé

Dedé é o principal veterano entre os clubes do interior na disputa do Campeonato Paulista. Com 33 anos, o zagueiro, que ficou sem atuar por 832 dias, lutando contra lesões no joelho enquanto defendia o Cruzeiro, recebeu uma chance de recomeçar na Ponte Preta.

Revelado pelo Volta Redonda, Dedé brilhou no Vasco entre 2009 e 2013. No clube carioca, virou ídolo da torcida e comandou a zaga do 'Trem Bala da Colina' na conquista do título da Copa do Brasil de 2011. Com as premiações e boas atuações, passou a ser convocado para a seleção brasileira.

Em 2013, então com 24 anos, foi contratado pelo Cruzeiro por R$ 14 milhões -- à época, o maior valor envolvendo um zagueiro na história do futebol brasileiro. Pelo time mineiro, conquistou o Brasileirão em 2013 e 2014, a Copa do Brasil em 2017 e 2018, e o estadual em 2014, 2018 e 2019.

O declínio de Dedé aconteceu pelas seguidas lesões no joelho, que o afastaram dos gramados por anos. Em 2021, ele entrou com processo trabalhista contra o Cruzeiro, alegando "falta grave do empregador", com requerimento de mais de R$ 330 milhões.

O atleta foi apresentado à Macaca no começo deste ano. "Vim para correr atrás dos objetivos do time, fazer de tudo para vencer. Vou dar meu sangue para sairmos de campo vitoriosos", afirmou, aos canais oficiais da equipe.

O Campeonato Paulista é a oportunidade de rever jogadores famosos, e todas as partidas estão na Betway. Acesse a página futebol bets e faça suas apostas.