De uma hora para outra, o Newcastle dominou o noticiário do futebol inglês. Uma mudança nos bastidores, aliás, foi capaz de colocar o clube em debate em todo o mundo. O motivo: a tradicional equipe inglesa, fundada em 1892, foi adquirida por um fundo de investimentos da Arábia Saudita.

O surgimento de um ‘novo rico’ na Europa não é um fato inédito, principalmente quando o assunto é o futebol da Inglaterra. Por lá, só na Premier League, Chelsea, Manchester City e Tottenham são exemplos de instituições que foram compradas e passaram por verdadeiras revoluções dentro e fora de campo -- com contratações de craques, reformas de estádios e CTs e mais.

Fora da Inglaterra, o grande exemplo de ‘novo rico’ é o Paris Saint-Germain, que tirou Neymar do Barcelona em 2018 e foi protagonista da maior transferência da história do futebol mundial. Atualmente, o PSG tem uma obsessão: conquistar a Liga dos Campeões. Para isso, trouxe Mbappé e, mais recentemente, Messi.

Seguindo a linha dos ‘novos ricos’ do futebol europeu, o tradicional Newcastle deve entrar no mapa de grandes jogos e disputar títulos importantes em breve. Assim como aconteceu no processo de transformação das equipes citadas acima, o debate por fair-play financeiro dominou o noticiário. Até quando é justo um time mudar assim, repentinamente, após uma injeção financeira externa? Tem limite para investimentos do tipo no futebol?

Todas essas questões pulsaram com a compra do fundo de investimentos da Arábia Saudita porque o Newcastle tem potencial para superar, com folga, qualquer um dos times mais ricos do mundo hoje, seja o City e o PSG, de mesmo modelo, ou o Real Madrid e o Bayern de Munique, que se estruturaram ao longo de mais de um século de existência.

Abaixo, veja quem é o novo dono do Newcastle, quanto ele tem de fortuna, um comparativo com os bilionários que já estão no mercado do futebol e outras informações sobre o clube que virou notícia no planeta e mexeu com o mundo da bola na temporada 2021/22.

Quem é o novo dono do Newcastle United?

O Newcastle foi comprado por um fundo de investimentos público da Arábia Saudita. Ou seja, a aquisição foi feita pelo grupo que está à frente do governo local. Como o rei Salman bin Abdulaziz sofre de Alzheimer, o príncipe Mohammed Bin Salman é quem comanda o país e ganhou o novo cargo de dono do time inglês. O príncipe herdeiro de 36 anos acumula cargos e polêmicas na vida pessoal (veja mais abaixo o que está atrelado a seu nome).

Quando o Newcastle foi comprado?

A compra do Newcastle aconteceu após um longo processo de negociações, mas a data do anúncio oficial é 7 de outubro de 2021. Vale destacar que a Premier League precisou autorizar o negócio, mas o acordo não foi simples. Ele só foi aprovado depois que a Arábia Saudita firmou uma parceria com a emissora ‘beIN Sports’, do Qatar, para a transmissão do campeonato.

Com os direitos de transmissão regularizados, a Premier League retomou os contatos e aceitou o acordo pelo Newcastle. Antes, em julho do ano passado, a liga e o governo inglês acusaram a Arábia Saudita de pirataria nas transmissões do Campeonato Inglês.

Por quanto os árabes compraram o Newcastle?

A Premier League não divulgou oficialmente os valores pagos pelo fundo árabe para a compra do clube de Newcastle. Ainda assim, a imprensa inglesa deu conta de que a negociação girou em torno de 300 milhões de libras (cerca de R$ 2,25 bilhões).

Acusação de assassinato e mais: polêmicas de Mohammed bin Salman

Herdeiro do trono, vice-primeiro-ministro e ministro da defesa da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman é um homem poderoso em seu país. Mas há alguns asteriscos em sua vida pessoal. O príncipe é apontado pela inteligência dos Estados Unidos como mandatário do assassinato e esquartejamento do jornalista Jamal Khashoggi, em 2018.

O episódio aconteceu no consulado saudita em Istambul, na Turquia, e Mohammed bin Salman nega que seja o mentor do assassinato. Outro fato que não é bom para a imagem do príncipe é a intervenção na Guerra Civil do Iêmen, que se arrasta desde 2015. Ele é criticado por isso.

Dentro da Arábia Saudita, porém, o príncipe é considerado moderno por dar alguns direitos às mulheres. Em sua administração, caiu a norma que proibia as mulheres de dirigir no país, por exemplo. O público feminino também foi liberado para frequentar estádios e eventos esportivos.

Qual é a fortuna do novo dono do Newcastle?

Mohammed bin Salman teria uma fortuna pessoal avaliada em 18 milhões de dólares (cerca de R$ 100 bilhões). Os valores estratosféricos ficam por conta do fundo de investimentos da família que comanda a Arábia Saudita: algo em torno de 320 bilhões de dólares (aproximadamente R$ 2,40 trilhões).

O valor assusta por si só, mas é ainda mais chocante se comparado com outros times milionários. O dono do Manchester City, o mais rico de todos os novos times milionários, tem uma fortuna 14 vezes menor do que o fundo que administrará o Newcastle. O sheik Mansour bin Zayed tem patrimônio de 23,2 bilhões de libras (cerca de R$ 173,84 bilhões).

Novo dono do Newcastle tem casa de R$ 1,7 bi

Dono de uma fortuna absurda, o príncipe gosta de ostentar. Ele é dono da casa mais cara do mundo, localizada em Paris, na França. Ele desembolsou 230 milhões de libras (cerca de R$ 1,7 bilhão) para comprar o palacete Chateau Louis XIV, em 2015. O imóvel tem dez quartos, piscina interna e externa e biblioteca.

Clube brasileiro no radar dos árabes?

Alguns veículos de imprensa da Europa e da Argentina noticiaram recentemente o interesse do príncipe árabe por um clube do Brasil. De acordo com a 'TycSports', Mohammed Bin Salman mira alguma agremiação da América do Sul. O jornal ‘As’, da Espanha, aponta que o bom relacionamento com o presidente Jair Bolsonaro pode influenciar em um possível negócio. A informação, porém, não diz respeito a um clube específico, nem foi confirmada por veículos brasileiros. Tudo ainda está no campo da especulação.

A maior liga do mundo está no site da Betway, e você tem acesso a todos os jogos na plataforma. Faça suas apostas na Premier League.