É comum vermos brasileiros brilhando na Liga dos Campeões. Afinal, de todas as nações representadas no maior torneio de futebol de clubes do mundo, o país verde e amarelo é o segundo com mais jogadores registrados: 78. À frente está apenas a França, com 97 atletas espalhados pelos times que disputam a competição.

Mas, além dos nomes tradicionais que se acompanha de forma mais frequente, tais como Neymar, Casemiro, Marquinhos, Vinicius Júnior, Rodrygo, Firmino, Alisson, Jesus e companhia, existe uma lista de jogadores “alternativos” se dando bem na Champions League 2020/21.

Entre os times de menor porte, o que dá mais espaço e vê brasileiros decidirem é o Shakhtar Donetsk. Os ucranianos, que tem o elenco mais ‘brazuca’ da Champions -- são 13 ao todo --, contam com bom início de Tetê, no ataque, e Maycon e Marcos Antônio no meio, por exemplo.

Abaixo, a Betway lista 7 jogadores “alternativos” que estão brilhando na maior competição europeia.

Tetê brilha no Shakhtar Donetsk

media

Fonte: GABRIEL BOUYS/AFP via Getty Images

Revelado pelo Grêmio, Tetê vem sendo um dos principais nomes do Shakhtar na Liga dos Campeões neste início de temporada. O canhoto que joga geralmente invertido, na ponta direita, chamou a atenção principalmente na partida contra o Real Madrid. Ali, o brasileiro acabou com o jogo: fez um gol e deu assistência e muito trabalho para a linha defensiva merengue. Ele também garantiu a vitória do azarão clube ucraniano, que conseguiu três importantes pontos na chave ao vencer por 3 a 2. Vale destacar que o Tricolor gaúcho vendeu o garoto de 20 anos por 15 milhões de euros, em fevereiro de 2019.

Diego Carlos segue em bom ritmo no Sevilla

media

Fonte: Antonio Pozo/Pressinphoto/Icon Sport via Getty Images

Cria da base do São Paulo, em Cotia, Diego Carlos é daqueles brasileiros que fazem carreira fora do Brasil. Sem espaço no Tricolor paulista quando subiu ao profissional, o zagueiro foi para Portugal tentar a sorte e conseguiu. Depois de ir bem no Estoril, foi contratado pelo Nantes e permaneceu por três anos na França. Na janela de transferências de verão de 2019, foi vendido por 15 milhões de euros ao Sevilla e, desde então, dominou o setor. Tanto que as boas atuações o faz ser cogitado em gigantes europeus e o levou até para a seleção brasileira. Ao lado de Felipe, outro que atua no Campeonato Espanhol, pelo Atlético de Madri, foi convocado por Tite nos lugares de Rodrigo Caio e Eder Militão.

Antony começa chamando jogo na Champions

media

Fonte: BO AMSTRUP/Ritzau Scanpix/AFP via Getty Images

Antony era esperado com grande expectativa no Ajax. E vem correspondendo ‘por fora’ dos grandes destaques brasileiros na Liga dos Campeões. Além de ser titular no clube holandês, coisa que David Neres não tem conseguido nos últimos meses, o ex-são-paulino já marcou seu primeiro gol e desfila dribles de efeito na competição europeia. Em poucos meses, o ponta direita vai conquistando um espaço na Europa e certamente entrará no radar de Tite em 2021.

Marcos Antônio ganha espaço no Shakhtar

media

Fonte: Divulgação/Shakhtar Donetsk

Depois de chamar a atenção nas categorias de base do Athletico Paranaense e da seleção brasileira, Marcos Antônio, de apenas 20 anos, é uma das gratas surpresas para os brasileiros na Champions League. Ainda que seja jovem, o garoto, hoje em dia jogando até mais avançado no meio de campo, compõe por vezes o time titular do Shakhtar e chega bem ao ataque. Leve e alto, Antônio é daqueles jogadores centralizados que não param de correr, tem bom passe e visão de jogo e pernas longas que auxiliam na hora da marcação. Também faz parte da seleção olímpica de André Jardine.

Luiz Felipe se destaca na Lazio

media

Fonte: ALBERTO PIZZOLI/AFP via Getty Images

Outro que aparece regularmente nas convocações da seleção sub-23, que disputará os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 no ano que vem, é Luiz Felipe. O zagueiro de 23 anos começou a dar os primeiros passos no futebol profissional no Ituano, mas logo foi vendido para a Lazio. Na Itália, foi primeiro emprestado ao Salernitana antes de se fixar no elenco principal da equipe de Roma. Na Champions, estreou com vitória (3 a 1) e gol “roubado” diante do Borussia Dortmund. Isso porque a Uefa acabou dando gol contra do goleiro Hitz, do time alemão, após a cabeçada do brasileiro.

“Era o meu primeiro jogo pela Champions e nada mais especial do que vencer com gol, ainda mais contra o Borussia, um dos principais clubes da Europa, mas está ótimo. Deixando a brincadeira de lado [sobre o gol, em que brincou que foi ‘sacaneado’], o que importa é que a gente começou muito bem e estamos muito felizes”, afirmou o zagueiro depois da noite inesquecível.

Maycon, outro brasileiro em alta no Shakhtar

media media

Fonte: SERGEI SUPINSKY/AFP via Getty Images

O volante ex-Corinthians Maycon é mais um brasileiro que faz boa Champions pelo Shakhtar. Vendido por 6 milhões de euros em 2018, o jogador está mais adaptado à Europa, já teve, inclusive, de superar uma lesão grave e é um dos principais nomes do meio de campo ucraniano. Canhoto, Maycon tem sido versátil para o seu time na Liga dos Campeões, pois tanto dá suporte na criação das jogadas, próximo aos zagueiros, como triangula com os homens mais de frente e chuta de longa distância -- marca que ficou registrada na época em que atuava no Brasil. Diante do Real Madrid, uma partida simbólica para o clube, Maycon só não se destacou mais que o compatriota Tetê, participativo nos três gols da equipe.

Guilherme fecha o gol no Lokomotiv Moscou

media

Fonte: YURI KOCHETKOV/POOL/AFP via Getty Images

Já ouviu falar no goleiro Guilherme? Revelado pelo Athletico Paranaense, o arqueiro foi vendido para o Lokomotiv Moscou em 2007 e lá permanece desde então. É, até pelo longo tempo no clube, uma das lideranças da equipe e titular da posição. Nesta Liga dos Campeões, o atleta naturalizado russo destaca-se no difícil grupo que conta com o poderoso Bayern de Munique, o Atlético de Madri e o RB Salzburg. Diante dos espanhóis comandados por Simeone, travou um duelo particular com João Félix e saiu vitorioso: impediu alguns gols da joia portuguesa e garantiu o 1 a 1 em casa.

Qual desses brasileiros ganharão destaque nos próximos anos em solo europeu? Não tire esses nomes do radar, deixe o caderninho aberto e faça suas apostas na Champions League.