Com dimensões continentais, o Brasil tem uma diversidade imensa que pode ser vista também no futebol e em como os torcedores se relacionam com o esporte mais popular do país e do mundo. Desta paixão, existem incontáveis clássicos estaduais que movimentam a modalidade há pelo menos um século.

Ao longo da rica história de mais de 100 anos, o futebol brasileiro profissional também viu as apaixonadas torcidas correrem país afora para acompanhar seus times, e o amor por um clube romper com os limites geográficos de um estado da confederação.

Seja por causa de decisões frequentes por títulos, brigas extracampo por maior influência dentro da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) ou qualquer outro motivo, há um bom tempo o futebol do Brasil também convive com os clássicos interestaduais, e vê novos duelos e disputas, a cada temporada, alimentar ainda mais uma rivalidade entre times sediados em cidades diferentes.

Abaixo, veja quais são os maiores clássicos interestaduais do Brasil e por que eles existem.

Flamengo x Atlético-MG: brigas e polêmicas

media Fonte: Bruna Prado /Getty Images Sport via Getty Images

Talvez o mais tradicional clássico interestadual do Brasil seja entre Flamengo e Atlético-MG. Cariocas e mineiros não tinham muitos problemas entre si até o Campeonato Brasileiro de 1980, quando as equipes decidiram o título. Depois daquela final em ida e volta e com verdadeiras brigas em campo, nunca mais um duelo do Rubro-negro com o Galo foi o mesmo.

As equipes eram verdadeiras seleções em 1980. Por isso, a expectativa para aquele encontro era altíssima em todo o país. Pelo lado do Galo, Reinaldo, Cerezo e Éder eram os destaques. Já os cariocas tinham Zico, Júnior e o histórico time que viria a ser campeão mundial em 1981.

O jogo de ida da decisão do Brasileirão foi no Mineirão. Mais de 90 mil torcedores lotaram o estádio em Belo Horizonte e viram Reinaldo, claro, fazer o único gol do jogo: 1 a 0, com o gol do maior artilheiro da história do clube mineiro.

No jogo de volta, aconteceu de tudo, e aí a rivalidade se estabeleceu. O Flamengo abriu o placar com Nunes, mas Reinaldo empatou no minuto seguinte. Zico recolocou os cariocas na frente pouco antes do intervalo e, com 11 minutos da etapa final, Reinaldo, novamente, deixou tudo igual. O gol da vitória e do título flamenguista foi marcado por Nunes, aos 37 minutos do segundo tempo. Nesse intervalo, no entanto, muita coisa aconteceu.

Quando Nunes fez o terceiro do Fla, Reinaldo já não estava em campo, pois havia sido expulso. O camisa 9 do Galo, que disputou aquele jogo machucado, era hostilizado a cada vez que participava do jogo: “bichado” era o grito que prevalecia no Maracanã, lotado com mais de 150 mil pessoas, quando o camisa 9 tinha a bola.

Após o 3 a 2 do Flamengo, o time do Atlético-MG perdeu a cabeça e terminou os 90 minutos somente com oito jogadores em campo. Chicão e Palhinha foram expulsos, brigas aconteceram entre os jogadores e o foco recaiu sobre o árbitro José Assis de Aragão.

No fim, o Flamengo venceu, comemorou e provocou. “De todos os títulos que o Flamengo ganhou em Brasileiros, para mim a decisão com o Atlético foi a maior da história do clube, com certeza. O título de 80 foi o começo de tudo. Me consagrou campeão brasileiro pela primeira vez, fez o Flamengo campeão pela primeira vez. Essa conquista faz parte da minha história, tem uma importância muito grande”, destacou Nunes em entrevista ao GE.

Se a decisão de 1980 foi histórica e estabeleceu a rivalidade, um novo capítulo fomentou o clássico na Libertadores do ano seguinte. Campeão e vice do Brasil, os times disputaram o torneio sul-americano no mesmo grupo e precisaram de um terceiro jogo para definir quem avançaria à semifinal. O Flamengo passou, novamente tirou onda e conquistou a América.

Cruzeiro x Palmeiras: os palestras e os títulos

media Fonte: Pedro Vilela / Getty Images Sport via Getty Images

Apesar da ligação italiana entre os clubes, fundados por imigrantes do país europeu, Cruzeiro e Palmeiras, que já foram palestras um dia, hoje têm uma rivalidade que dá para chamar de clássico interestadual. Além da “briga” para ver quem é o melhor ‘Palestra’ do Brasil, o Verdão e a Raposa fizeram incríveis duelos em dois períodos de ouro dos clubes.

O primeiro foi na década de 1970, uma das mais vitoriosas da equipe mineira. A Academia palmeirense era um dos poucos adversários à altura do Cruzeiro, e ambos estiveram nos quadrangulares finais do Robertão de 1969 e 1970 e do Brasileiro de 1973.

A segunda rivalidade, ainda maior, entre as agremiações, aconteceu na década de 1990. Impulsionado pela Parmalat, o Verdão levou a Copa do Brasil de 1998 em cima do Cruzeiro após ter pedido, em 1996, justamente para o time mineiro. Houve ainda encontros no Brasileirão, na Mercosul e nas quartas de final da Libertadores de 2001, o mais emblemático do período, com vitória palmeirense nos pênaltis.

Corinthians x Internacional e a história do DVD

O Campeonato Brasileiro de 2005 criou a rivalidade entre Corinthians e Internacional. Por causa do esquema de manipulação de resultados conduzido pelo árbitro Edílson Pereira, diversos jogos foram anulados e refeitos na reta final do campeonato. Com os ‘novos placares’, o título ficou com a equipe paulista; caso a tabela inicial fosse mantida, o Inter ficaria com o troféu.

Só isso já bastava, mas o estopim da rivalidade ficou para um duelo entre os times na antepenúltima rodada do Brasileirão. No segundo tempo do jogo no Pacaembu, Fábio Costa deu uma entrada dura em Tinga dentro da área e cometeu um pênalti claro. A arbitragem, no entanto, não só assinalou falta por simulação como expulsou o volante colorado com o segundo amarelo. O empate, muito questionado pelos gaúchos, manteve o Timão na liderança.

Depois da grande polêmica de 2005, o Inter preparou um DVD com supostos erros de arbitragem a favor do Corinthians ao longo da história antes da decisão da Copa do Brasil de 2009. O intuito era pressionar a mídia e a arbitragem, mas, na bola, o Timão venceu e até hoje provoca o adversário quando os times se enfrentam.

Palmeiras x Flamengo: rivalidade recente

media Fonte: EVARISTO SA / AFP via Getty Images

Mais recentemente, uma briga pelo domínio nacional se transformou em clássico interestadual. Times mais estruturados do futebol brasileiro atualmente, Palmeiras e Flamengo ganharam tudo nos últimos anos: Brasileirão, Copa do Brasil e Libertadores. Por conta do bom momento, os clubes estão em frequentes embates por títulos e veem, nas redes sociais e nos estádios, uma rivalidade ser alimentada. O último capítulo do “novo clássico” ocorreu na Supercopa do Brasil de 2021 (jogo entre o campeão brasileiro e o campeão da Copa do Brasil), vencida nos pênaltis pelo Flamengo.

O Campeonato Brasileiro não para! Quais times irão vencer nas próximas rodadas? Visite o site da Betway e faça apostas no Brasileirão!