O futebol é feito de rivalidades. Todo torcedor sabe que ganhar títulos é bom, mas que vencer seu rival é considerado um campeonato à parte. No Brasil, com uma forte crônica esportiva e tradição de colunas de jornais, a maioria dos clássicos ao redor do país ganhou apelidos, alcunhas usadas até hoje para se referir às partidas.

É comum junção de nomes, como acontece com Gre-Nal (Grêmio e Internacional), Ba-Vi (Bahia e Vitória), San-São (Santos e São Paulo) e Atletiba (Athletico-PR e Coritiba), ou também termos mais elaborados, como Majestoso (Corinthians e São Paulo) ou Choque-Rei (São Paulo e Palmeiras).

No Rio de Janeiro, claro, não é diferente – saiba quanto os times locais gastaram de salário na temporada passada. Veja, a seguir, qual é o apelido de cada um dos seis clássicos disputados entre os quatro grandes clubes cariocas.

Flamengo x Fluminense (Fla-Flu)

O clássico entre Flamengo e Fluminense é considerado o mais charmoso do Brasil. Histórico e cheio de mística, o primeiro Fla-Flu foi disputado há 110 anos, em 1912 – veja curiosidades sobre a rivalidade. O nome do clássico, extremamente sonoro, tem o primeiro registro em 1925, no diário "O Jornal", que deu esse nome a uma seleção formada apenas por jogadores dos dois clubes.

Alguns anos depois, na década de 30, o jornalista Mário Filho, que dá nome ao estádio do Maracanã, usou o termo Fla-Flu para se referir a uma partida que colocava frente a frente Flamengo e Fluminense. A partir daí, por influência do cronista, o termo ganhou força.

O escritor Nelson Rodrigues, também jornalista e irmão de Mário Filho, contribuiu com o uso do termo e, com suas inúmeras crônicas, nas quais dizia que "o Fla-Flu surgiu 40 minutos antes do nada", tornou o clássico uma partida ainda mais importante, com contornos dramáticos e marcantes.

O 'Fla-Flu' se tornou parte não apenas do vocabulário esportivo e carioca, mas do dia a dia dos brasileiros de modo geral. O termo passou a ser usado para se referir a qualquer rivalidade ou disputa, como, por exemplo, na política. "O uso do Fla-Flu fora do futebol seria uma linguagem que chamamos de metafórica. Entra pelo caminho da analogia. Como o Fla-Flu sempre refletiu uma rivalidade famosa, passou a ser usada em sentido mais geral", disse o professor Sérgio Nogueira, ao O Globo. "Há a questão da sonoridade. Até uma criança consegue falar. É algo que não acontece com outros clássicos", completou.

O termo se tornou famoso a ponto de aparecer na ‘Marcha do Flamengo’, hoje considerada o hino popular do clube, composto por Lamartine Babo em 1945. Junto ao famoso verso ‘Uma vez Flamengo, sempre Flamengo’, está o trecho: “Consagrado no gramado, sempre amado/ O mais cotado dos Fla-Flus, é o 'ai, Jesus'".

Vasco x Flamengo (Clássico dos Milhões)

Se a disputa entre Flamengo e Fluminense é a considerada a mais charmosa, a rivalidade entre Vasco e Flamengo é vista, por muitos, como a maior do Rio de Janeiro. O apelido do confronto, Clássico dos Milhões, vem, como o termo sugere, da quantidade de pessoas envolvidas –isto é, os torcedores. As duas equipes possuem as maiores torcidas da cidade.

A rivalidade chegou a reunir, em um clássico no Maracanã, 174.770 espectadores, em 4 de abril de 1976, pela Taça Guanabara. Na ocasião, o Flamengo derrotou o Vasco por 3 a 1. O clássico está prestes a completar 100 anos de histórias. As duas equipes já decidiram uma final de Copa do Brasil, que chega à 34ª edição em 2022 – veja prognósticos de futebol para o torneio. A primeira partida entre eles aconteceu em 1923, pelo Campeonato Carioca.

Flamengo x Botafogo (Clássico da Rivalidade)

O nome dado ao clássico entre Flamengo e Botafogo pode não ser dos mais criativos, mas reflete bem sobre o que se trata o confronto entre as equipes. O Clássico da Rivalidade está próximo de completar 110 anos. Em 1913, elas se enfrentaram pela primeira vez, em General Severiano, com vitória do time da estrela solitária.

Antes do futebol, porém, os clubes já eram rivais. É fácil saber o motivo ao olhar para os nomes: Clube de Regatas do Flamengo e Botafogo de Futebol e Regatas. Desde o fim do século 19, atletas de ambos os clubes se encaravam no remo, esporte até então popular no Rio de Janeiro. Os dois bairros são vizinhos na Zona Sul da cidade. Saiba o que foi a disputa do ‘Rei do Rio’ no Campeonato Carioca.

Botafogo x Fluminense (Clássico Vovô)

O nome da rivalidade entre Botafogo e Fluminense é, provavelmente, o mais simpático. O Clássico Vovô faz referência ao fato de ser a disputa mais antiga entre os times grandes do Rio de Janeiro. O primeiro jogo entre as equipes aconteceu em 1906 –e o placar foi elástico: vitória do Fluminense por 8 a 0.

Mário Filho, responsável pela popularização do Fla-Flu, também teve sua contribuição para o Clássico Vovô. Em 1942, em coluna no jornal O Globo, o cronista escreveu que "o [clássico entre] Botafogo e Fluminense deveria ter preferência. Era o primogênito, o mais velho de uma grande família de matches".

Vasco x Botafogo (Clássico da Amizade)

As rivalidades associadas à violência não fazem parte, pelo menos do nome, do confronto entre Vasco e Botafogo. O Clássico da Amizade faz referência ao bom relacionamento, historicamente falando, que as duas torcidas possuem, apesar de serem da mesma cidade e disputarem os mesmos campeonatos.

Uma matéria do jornal O Globo mostra que, na década de 70, no Maracanã, as bandeiras das duas equipes atravessavam o estádio juntas e eram aplaudidas quando se cruzavam. O primeiro jogo entre os times alvinegros aconteceu há quase 100 anos, em 1923.

Fluminense x Vasco (Clássico dos Gigantes)

O apelido da rivalidade entre Fluminense e Vasco é mais recente e com menos mística. O Clássico dos Gigantes passou a ser conhecido assim por algumas pessoas a partir de uma eleição decidida por torcedores, em 2006, no jornal Lance!, até então prestigiado diário esportivo. A rivalidade foi mais uma a ter início há quase um século, também em 1923.

Qual time vai vencer mais clássicos no Campeonato Brasileiro? Visite a página Brasileirão bets e faça as suas apostas.