A FURIA Esports é uma equipe brasileira de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) que joga no cenário norte-americano e evoluiu muito em 2020. Devido aos acontecimentos do mundo, as competições foram limitadas e por muito tempo a FURIA jogou apenas contra times da mesma região, mas neste final de ano eles conseguiram ir até a Europa e competir contra as equipes internacionais, mantendo o alto nível e contínuo crescimento que demonstraram ao longo da temporada.

O desempenho em torneios

A line-up da FURIA é a mesma e não foi alterada ao longo do ano, com Yuri "yuurih" Santos, Andrei "arT" Piovezan, Vinicius "VINI" Figueiredo, Kaike "KSCERATO" Cerato, Henrique "HEN1" Teles e o técnico Nicholas "guerri" Nogueira.

No primeiro trimestre, a FURIA jogou em três competições: Intel Extreme Masters (IEM) XIV - World Championship: North American Qualifier, DreamHack Open Anaheim 2020 e Americas Minor Championship - Rio 2020: North American Closed Qualifier. O Minor e o Major foram cancelados por causa maior.

Na IEM XIV - World Championship: North American Qualifier, a FURIA acabou não atuando muito bem e terminou em 7º- 8º lugar. Mas esse foi só o primeiro passo para a equipe, que seguiu para a DreamHack Open Anaheim 2020 e conquistou a 2ª colocação, deixando o time animado para os próximos torneios.

O segundo trimestre foi o grande momento da equipe, já que conquistaram o título da DreamHack Masters Spring 2020: North America, além da 1ª-2ª colocação da BLAST Premier: Spring 2020 American Showdown, 1º lugar na ESL Pro League Season 12: North American Qualifier (que rendeu vaga na ESL Pro League Season 12: North America), 2º lugar na ESL One: Road to Rio - North America e 3ª colocação na BLAST Premier: Spring 2020 American Finals e ESL Pro League Season 11: North America.

No restante do ano, a FURIA conquistou títulos pela DreamHack Open Summer 2020: North America, ESL Pro League Season 12: North America e Intel Extreme Masters XV - New York Online: North America, além da 3ª colocação na ESL One: Cologne 2020 Online - North America e o 6º lugar no cs_summit 6 Online: North America, entre julho e outubro.

Em novembro começou o final da temporada 2020, em que a FURIA Esports embarcou nas partidas da BLAST Premier: Fall 2020 Season. Em 3 de novembro, o time acabou perdendo e ficou em 10º-12º lugar na Regular Season do evento, mas venceu a etapa Showdown em 29 de novembro para jogar a Fall Finals 2020, em que eles terminaram em 5º-6º lugar.

Curiosamente, o final dessa temporada de 2020 terminará em 2021, entre 18 e 24 de janeiro durante a BLAST Premier: Global Final 2020. Mesmo assim, dá para ver a balança de desempenho da FURIA em 2020 com base na colocação mundial, em que começaram o ano na 15ª colocação e estavam na 7ª posição em 7 de dezembro, chegando na maior colocação (3ª) após vencer a IEM XV - New York Online: North America em 19 de outubro.

Os dados da equipe

Em questão de mapa, o time da FURIA não tem dados da Dust 2, que é o seu banimento permanente, mas tem números estáveis em todos os outros. Com dados coletados da HLTV (11/12), em 2020 a equipe está com as seguintes taxas de vitória:

  • Mirage - 68,8% de vitórias em 32 jogos;
  • Inferno - 65,4% de vitórias em 52 jogos;
  • Overpass - 66,7% de vitórias em 15 jogos;
  • Vertigo - 64,3% de vitórias em 28 jogos;
  • Train - 58,8% de vitórias em 17 jogos;
  • Nuke - 51,4% de vitórias em 37 jogos.

Os dados dos jogadores não ficam para trás, pois são eles que fazem os números se tornarem realidade dentro dos servidores. Cada um dos cinco jogadores da line-up possui seus destaques. Começando com Yuri "yuurih" Santos, que é a base da equipe e sempre está desempenhando de acordo, tanto que é o jogador da equipe que está com o maior Rating 2.0 (medida usada para avaliar impacto na partida) de 1.17.

Kaike "KSCERATO" Cerato é um dos principais suportes, aparecendo na função em 22,9% dos rounds e com KAST (taxa de eliminações, assistências, sobrevivência e troca de abate) de 75,3%.

Além de ser o AWP do time, Henrique "HEN1" Teles é o que mais realizou clutchs do time, com 78, e segue com um KAST alto de 74,9%. Além disso, sua média de mortes é de 0.57 por rodada, uma das menores dos jogadores em 2020.

Vinicius "VINI" Figueiredo é o que precisa segurar as bombas quando o time está em colapso, tanto que é o jogador que precisa entrar como "bode-expiatório" quando precisa, mas é muito decisivo quando só resta ele para finalizar um round. Não é à toa que ele foi o que menos perdeu clutches da equipe, com uma taxa de 13 clutches vencidos a mais que perdidos (32-19).

Por fim, Andrei "arT" Piovezan é o entry fragger do time e teve um ano muito bom com uma média de 0.18 primeiros abates por rodada (o melhor no ranking de 2020). Além disso, ele ficou mais reconhecido principalmente por surpreender os inimigos aparecendo onde menos era esperado e até fazer entry frag de AWP – algo muito incomum.

O que esperar no final desta temporada

O final da temporada de 2020 terminará mesmo em 2021 para a FURIA. A 5ª-6ª colocação na BLAST Premier: Fall Finals 2020 garantiu alguns pontos para o ranking da BLAST Circuit, mas eles ainda dependem do resultado da IEM Season XV - Global Challenge, entre 15 e 20 de dezembro, para definir se o time estará na BLAST Premier: Global Final 2020, que acontece em 18 de janeiro – as chances são muito altas, pois a FURIA está bem colocada na tabela e alguns dos concorrentes já conseguiram vaga direta.

Acompanhe os últimos jogos da temporada desta equipe brasileira, que são de alto nível (diga-se de passagem), e faça suas apostas em Counter Strike