O The International (TI) é o principal evento de Dota 2 no cenário competitivo e também a maior premiação dos esports, batendo recorde atrás de recorde por conta da arrecadação do Battle Pass que o público conta. A edição de 2021, já superou a marca de US$ 40 milhões de premiação total (R$ 214,6 milhões) e é maior que diversos eventos do esporte tradicional, visto que US$ 18,2 milhões é o prêmio do 1º colocado.

No total, são 18 equipes participantes e o TI10 conta com duas equipes com brasileiros, a Quincy Crew que ficou no 4º lugar no Dota Pro Circuit e a SG Esports que venceu o qualificatório da América do Sul.

Quincy Crew

A Quincy Crew é uma equipe majoritariamente composta por norte-americanos, com Quinn "Quinn" Callahan, Arif "MSS" Anwar, Avery "SVG" Silverman, o paquistanês Yawar "YawaR" Hassan e o brasileiro Rodrigo "Lelis" Santos.

Lelis, com seu antigo nick Liposa, joga competitivamente desde 2014, mas foi em 2017 que começou a disputar muitos torneios, inclusive foi pela Midas Club Elite em que ficou no 3º lugar no qualificatório do TI da América do Sul em junho daquele ano (2016-17). Já seguindo para a temporada seguinte (2017-18), ele se juntou a SG Esports e bateu na trave novamente, ficando em 2º lugar no qualificatório da América do Sul. A temporada 2018-19 foi cheia de mudanças e Lelis acabou jogando por diversas equipes, mas ainda sem sucesso no qualificatório do TI.

Mas foi em 2019 que o brasileiro Lelis entrou para a Quincy Crew como temporário e entrou permanentemente no time com a vitória do ESL One Birmingham 2020 - Online: North & South America. A equipe venceu 7 torneios e teve apenas 1 vice-campeonato e estava em um bom momento, mas por conta da situação do mundo o The International não foi realizado em 2020 e passou para 2021.

Já neste ano, a Quincy Crew disputou quatro eventos valendo pontos para o Dota Pro Circuit, em que terminou com:

  • 2º lugar no Dota Pro Circuit 2021: Season 1 - North America Upper Division
  • 9º-12º lugar no ONE Esports Singapore Major 2021
  • 1º lugar no Dota Pro Circuit 2021: S2 - North America Upper Division
  • 5º-6º lugar no WePlay AniMajor

Esses quatro eventos totalizaram 1100 pontos para a Quincy Crew e empataram com a Invictus Gaming. Mas, por terem um desempenho melhor no último Major, acabaram ganhando a prioridade de colocação – que será importante na divisão dos grupos iniciais do The International.

SG Esports

O time conta com um lineup totalmente brasileiro, que conseguiu a vaga por meio do The International 10: South America Qualifier com os jogadores Guilherme Silva "Costabile" Costábile, Adriano de Paula "4dr" Machado, Otávio "Tavo" Gabriel, Thiago de Oliveira "Thiolicor" Cordeiro e Matheus "KJ" Diniz.

A equipe entrou no Dota 2 em novembro de 2016 para disputar a temporada de 2017. No The Kiev Major 2017, em abril, foi onde a SG fez a primeira grande participação em torneio, além de ser a primeira participação de uma equipe ou jogador brasileiro em um evento oficial da Valve. No campeonato, eles conseguiram conquistar uma vitória histórica contra a Team Secret para conseguir o 5º-8º lugar.

Desde a criação, a SG foi uma das equipes de grande influência no cenário brasileiro de Dota 2, sempre fomentando o cenário e trazendo jogadores de alto nível para torneios importantes como ESL One Hamburg 2017, GESC: Thailand Dota2 Minor (2018), StarLadder ImbaTV Invitational Season 5 (2018) e StarLadder i-League Invitational Season 3 (2017).

Em relação ao The International, o time infelizmente perdeu três qualificatórios do TI pela América do Sul (2017, 2018 e 2019). Mas na edição de 2021 e com a lineup reformulada, o time superou a Team Unknown para garantir a vaga para o TI10. Neste ano o time tentou pontuar pelos circuitos sul-americanos, mas ficou em 3º no OGA DPC South America Regional League Season 1: Upper Division e em 6º na Season 2: Upper Division do mesmo torneio para ficar no ranking 25 do Dota Pro Circuit.

O The International 10

A edição do TI10 conta com as 18 melhores equipes do mundo que competem pela premiação de US$ 40 milhões, dividida em:

  • 1º lugar: US$ 18,2 milhões (45,5% do prêmio total)
  • 2º lugar: US$ 5,2 milhões (13%)
  • 3º lugar: US$ 3,6 milhões (9%)
  • 4º lugar: US$ 2,4 milhões (6%)
  • 5º-6º lugar: US$ 1,4 milhão (3,5%)
  • 7º-8º lugar: US$ 1 milhão (2,5%)
  • 9º-12º lugar: US$ 800 mil (2%)
  • 13 -16ºlugar: US$ 600 mil (1,5%)
  • 17º-18º lugar: US$ 100 mil (0,25%)

Entre as equipes participantes, estão as 12 melhores do Dota Pro Circuit, com os times (em ordem de colocação): Evil Geniuses, PSG.LGD, Virtus.pro, Quincy Crew, Invictus Gaming, T1, Vici Gaming, Team Secret, Team Aster, Alliance, beastcoast e Thunder Predator. As outras equipes foram as classificadas dos qualificatórios regionais, com Team Undying (América do Norte), SG esports (América do Sul), OG (Europa Ocidental), Team Spirit (Europa Oriental), Elephant (China) e Fnatic (Sudeste Asiático).

O The International tem um formato que segue com dois grupos (A e B) com 9 times cada, em que o último colocado de cada grupo é eliminado, enquanto o Top 4 dos grupos avançam para a chave superior dos Playoffs e os restantes vão para a chave inferior. O benefício da chave superior é que eles podem perder e continuar na inferior, enquanto quem já chega na inferior está jogando valendo a vida no torneio.

O evento começa em 7 de outubro com a Fase de Grupos, que termina em 10 de outubro. Já os Playoffs acontecem em dias corridos de 12 a 17 de outubro, data em que terá a grande final. A transmissão pode ser vista por meio do canal oficial de dota na Twitch em 5 línguas (inglês, português, chinês, espanhol e russo) e também direto no próprio cliente do Dota 2 (Dota TV).

Com o maior torneio dos esports prestes a começar, torça pelos brasileiros e relembre o desempenho das equipes participantes do TI10 para fazer suas bets em Dota 2.