O mapa Ancient entrou na rotação competitiva de Counter-Strike: Global Offensive em 3 de maio de 2021, data que a Train saiu da rotação competitiva. Com pouco mais de 1 mês, algumas equipes já começaram a selecionar o mapa e já mostram boas execuções, enquanto outros times ainda optam por banir como primeira opção.

Para você entender um pouco melhor da situação da Ancient, veja algumas informações do mapa e os times profissionais que já deixaram como primeira opção no map pool das séries.

As primeiras partidas

Com exceção do showmatch de introdução do mapa, a primeira série em que apareceu a Ancient competitivamente foi em 1 de junho durante a partida entre Anonymo e Sangal Esports, como terceira escolha de mapa. Curiosamente, a Sangal escolheu jogar a Ancient no lugar da Vertigo e a decisão se pagou, pois eles venceram de 16 a 14 em uma série muito acirrada para vencer a melhor de três (md3) da ESEA Premier S37 Europa.

Seguindo alguns dias mais para frente, a primeira partida de equipes de Tier 1 no mapa foi uma melhor de uma (md1) entre Astralis e FunPlus Phoenix pela Intel Extreme Masters (IEM) Summer 2021. Mesmo com a Astralis optando por jogar o mapa, a FunPlus Phoenix saiu vitoriosa de 16 a 7, deixando muito aberto sobre o que esperar do mapa.

Na partida entre Anonymo e Sangal, 19 dos 30 rounds jogados foram vencidos pelos Contra-Terroristas (CT), enquanto na partida de Astralis e FunPlus Phoenix os Terroristas (TR) venceram 12 dos 23 rounds. Mapas novos sempre trazem diversas dúvidas para os jogadores, comissões técnicas e espectadores, mas é difícil ter mapas com vantagens em lados opostos.

Alguns dados da Ancient

Com dados coletados até o dia 6 de junho, foram 148 partidas jogadas por times de todos os níveis, desde Tier 1 até Tier 2 e 3. No geral, a Ancient está sendo um mapa muito voltado para o lado CT com 54.5% dos rounds vencidos, contra 45.5% do lado TR. As rodadas pistol também seguem para os CT com 58.1% de sucesso contra 41.9% do lado TR.

Alguns dados que também mostram essa dominância do lado Contra-Terrorista é a conversão de 2º round, o anti-eco, em que os CT vencem 70.3% e os TR vencem 67.7%, além da vitória de round após a primeira eliminação, em que os CT têm 72.4% de vitória contra 69.0% dos TR.

A Train é um mapa muito conhecido por ser voltado para a defesa dos CT, mas com a saída da Train e entrada da Ancient os jogadores encontram um mapa também voltado para CT, porém com rodadas distribuídas de forma mais equilibrada.

O grande ponto do mapa que oferece essa vantagem é a força do bombsite A, que é mais fechado e tem um combate extenso, com poucas chances de execuções de smokes por conta do corredor fechado. Com isso, é comum apenas um jogador cuidar do A enquanto todos os outros ficam no B e no meio – algo um pouco parecido com a Vertigo.

Times famosos que escolhem a Ancient

Mesmo com todas essas dificuldades iniciais que o mapa apresenta, algumas equipes já começaram a escolher a Ancient como uma das principais opções durante as séries, os principais exemplos são Ninjas In Pyjamas com 7 jogos (4 vitórias) e ENCE com 4 jogos (3 vitórias). Todas as outras equipes possuem poucas partidas no mapa, principalmente pelo pouco tempo que ele está no map pool e alguns times não conhecem muito bem a Ancient, preferindo gastar o banimento que deixá-la aberta para escolha.

As vitórias da Ninjas In Pyjamas foram contra a Fnatic, MIBR, LDLC e mousesports, sendo que ela foi escolhida pela NIP 3 vezes, enquanto 1 vez foi pelo oponente. Eles seguem com 57.1% de aproveitamento e 80.5% de conversão de rodada após a primeira eliminação. A vitória mais rápida foi contra a LDLC de 16 a 6 pela IEM Cologne 2021, enquanto a mais acirrada foi contra a mousesports de 16 a 11.

Já a ENCE venceu contra a Team oNe, NIP e mousesports, sendo duas escolhas próprias. O aproveitamento está em 75% por conta dos poucos jogos e a conversão de rodada após a primeira eliminação também está em 75%. A vitória mais rápida foi contra a mousesports de 16 a 7, enquanto a disputa mais difícil foi contra a Team oNe de 16 a 13.

Mesmo com essas equipes já disputando partidas na Ancient, ainda são poucos os dados que as equipes possuem sobre o mapa. Com pouco mais de 1 mês no competitivo, as estratégias são menos conhecidas e muitas ainda estão em desenvolvimento, diferente de mapas como Mirage que está no competitivo há anos.

Para conhecer melhor o mapa, a melhor opção é jogar e também assistir partidas profissionais. Na segunda quinzena de julho acontecem as finais da Intel Extreme Masters Season XVI - Cologne em 18 de julho e também o início da CBCS Elite League Season 2, que é a 2ª etapa do Regional Major Rankings da Valve na América do Sul.

Com grandes torneios a caminho vale dar uma estudada para conhecer melhor o mapa Ancient. Jogue CS:GO, acompanhe as partidas profissionais e visite a nossa página CS:GO bets para fazer suas apostas!